in

Graciele contesta ter causado separação de Zezé e Zilu e expõe o que ninguém sabia

Cantor sertanejo Zezé di Camargo lançou série É o Amor, disponível na Netflix.

Instagram Zezé di Camargo

Zezé di Camargo e Zilu Godói ficaram juntos por mais de 30 anos. Os dois subiram ao altar em 1982 e se separaram em 2012. O divórcio foi oficializado em 2014. Hoje, Zezé e Zilu não mantém relação de amizade e quando precisam resolver alguma coisa a questão fica a cargo dos advogados.

Publicidade

Segredos envolvendo a família Camargo foram contados na série documental É o Amor, que estreou na Netflix nesta quinta-feira (9). A série tem produção executiva de Zezé, mas toca nas feridas da família e expõe o que poucos sabiam.

Zezé e Zilu, por exemplo, tinham um casamento aberto. O cantor era livre para fazer o que quisesse. Foi isso que teria desgastado a relação a ponto de o casamento terminar com um divórcio litigioso cheio de trocas de farpas, processos judiciais e confusões midiáticas.

Publicidade

Graciele se defende de acusações

Em 2018, Zezé di Camargo causou polêmica ao comemorar 10 anos ao lado de Graciele Lacerda. Como se separou em 2012 de Zilu, a conta não batia. Na série documental, Graciele se defende de que foi a destruidora do casamento de Zezé e Zilu.

Publicidade

“Ele sempre teve um relacionamento que ele podia fazer fazer tudo. A palavra que machuca é dizer que eu destruí o casamento”, afirmou a atual noiva do cantor sertanejo, incomodada com o rótulo de destruidora de casamentos.

Publicidade

A série tem depoimentos de vários membros do clã Camargo, incluindo Wanessa, que afirma que sempre teve medo de que os pais se separassem e revelou que as brigas do casal eram causadas por problemas relacionados à fidelidade do pai.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!