in

‘Um coma que me fez perder décadas’, diz atleta que perdeu milhões achando que namorava Alessandra Ambrosio

O atleta italiano descobriu que vinha sendo vítima de um golpe depois que alguns colegas de time reuniram provas para desmascarar a golpista.

Daniele Venturelli/WireImage e Getty Images

O jogador de vôlei Roberto Cazzaniga, da Itália, revelou ter sido vítima de um golpe depois de se relacionar por 15 anos com uma mulher, que dizia ser a modelo brasileira Alessandra Ambrosio. Vítima de uma estelionatária, o atleta sofreu um prejuízo de ao menos 700 mil euros- R$ 4,3 milhões convertido em moeda brasileira.

Publicidade

Em seu perfil nas redes sociais, a estelionatária usava fotos da brasileira e apenas falava com Roberto por meio de ligações telefônicas, o que foi suficiente para que o namoro durasse anos.

Em conversa com o jornal italiano Corriere Della Sera, o atleta contou que os dois nunca chegaram a se conhecer e que a criminosa dava mil desculpas, como doença e trabalho. Mesmo assim, o jogador disse que a cada ligação ele se apaixonava mais pela voz da moça. Ele ainda afirmou que eles se falavam quase diariamente, se não na parte da manhã antes de ele ir treinar, à noite, antes de dormir.

Publicidade

O jogador contou que a estelionatária passou a lhe pedir dinheiros aos poucos, em quantias de mil e dois mil euros, por exemplo, no entanto, com o passar do tempo, ele estipula ter mandado ao menos 70 mil euros para ela. Agora, após ter descoberto toda a verdade, Roberto diz se sentir como se estivesse saído de um pesadelo. “Como se tivesse acordado de um coma que me fez perder décadas de vida”, completou.

Publicidade

Além disso, o atleta ainda destacou que as desculpas usadas pela criminosa para lhe pedir dinheiro eram “plausíveis”.

Publicidade

Toda a mentira só foi descoberta depois que colegas de time de Roberto começaram a desconfiar do relacionamento, pois viram o atleta pedindo dinheiro para ajudar Maya, nome que era usado pela criminosa para enganar o italiano. Desconfiados, amigos de Roberto reuniram provas suficientes para desmascarar a golpista.

Maya, na verdade, é Valeria, de 50 anos, que mora na região da Sardenha. Ainda no intuito de ajudar Roberto, seus colegas deram início a uma vaquinha, já que o jogador está com uma dívida de ao menos 60 mil euros após ter sido vítima da criminosa.

Publicidade