in

Médico legista expõe causa da morte de Marília Mendonça

As informações do profissional foram divulgadas nesta sexta-feira (12/11).

NATELINHA/TUASAÚDE

As autoridades estão investigando as causas do acidente que matou Marília Mendonça, uma das maiores cantoras sertanejas do Brasil, e de seus parceiros de voo: um piloto, um copiloto, um assessor que também era tio da artista, e um produtor.

Publicidade

A equipe estava em uma viagem profissional para Minas Gerais, mais precisamente Caratinga, para realizar apresentações no local, quando a aeronave em que se transportavam caiu.

Nesta sexta-feira (12/11), o médico Pedro Coelho, o legista do IML responsável por dar o laudo da morte de Marília Mendonça, antecipou o que deve colocar no documento. O laudo deve ficar pronto nos próximos dias e deve relatar que a causa do óbito foi politraumatismo contuso.

Publicidade

Segundo as informações passadas por Pedro Coelho, o politraumatismo contuso é uma classificação que define que houve múltiplas lesões em órgãos vitais, o que indica que o óbito foi constatado instantaneamente após o acidente.

Publicidade

O Instituto Médico Legal de Belo Horizonte deve receber, em breve, exames das condições cardíacas de Geraldo Medeiros, o piloto que comandava o avião que transportava Marília Mendonça; e de Tarcísio Pessoa, o copiloto.

Publicidade

As asas e a fuselagem da aeronave que caiu com a equipe foi para o Rio de Janeiro, onde será feita uma análise detalhada sobre o que pode ter levado ao acidente, que vitimou todos os que estavam a bordo na sexta-feira passada. Os dois motores recolhidos após a tragédia foram levados para Brasília e lá serão também avaliados. Novas informações sobre o caso podem ser divulgadas a qualquer momento.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.