in

Delegado diz que aeronave de Marília Mendonça estava com cabo enrolado na hélice

Marília Mendonça (1995-2021) morreu após queda de avião; polícia investiga acidente.

DCM

A Polícia Civil de Caratinga encontrou um cabo enrolado em uma das hélices da aeronave que caiu no último dia 5 e acabou causando a morte precoce de Marília Mendonça e das demais pessoas que estavam com ela. Porém, ainda não é possível dizer que o fio é o mesmo que se rompeu na torre de transmissão de energia que fica próxima à serra.

Publicidade

Durante entrevista ao G1, o delegado regional Ivan Lopes contou que realmente o cabo estava enrolado na hélice. Mas, só será possível afirmar que se trata do mesmo cabo quando a perícia já tiver com o laudo policial em mãos.

A sertaneja veio a óbito depois do avião em que ela estava ter caído na serra de Caratinga. Ela iria fazer shows nas cidades de Minas Gerais e estava com seu assessor e tio, o produtor musical, além do piloto e co-piloto.

Publicidade

O que até então foi confirmado pelas investigações é que a aeronave bateu em fios de uma torre de energia que fica perto do aeroporto local, faltavam poucos quilômetros para fazer o pouso quando ocorreu a batida nos cabos de energia.

Publicidade

A Polícia Civil já recolheu todos os materiais do avião para que a perícia completa seja feita. Os destroços serão mandados nesta terça-feira, 9, para o Rio de Janeiro, onde irão continuar as investigações para melhor averiguação. Os motores serão levados nesta quarta-feira, 10,  para São Paulo com a mesma finalidade.

Publicidade

Ivan ainda completou que a investigação falará com algumas testemunhas e que o objetivo é encontrar os motivos da queda no menor prazo possível.

O avião acabou perdendo os dois motores enquanto estava caindo. Testemunhas que estavam próximas ao local afirmam que a aeronave girou antes de cair na cachoeira.

Publicidade