in

Avião de acidente que matou Marília Mendonça foi da dupla Henrique e Juliano; assessoria confirma

A informação foi confirmada nesta segunda-feira (08/11), pela equipe da cantora.

G1/UOL/Montagem

A morte de Marília Mendonça, aos 26 anos, gerou forte comoção sobre o Brasil. A sertaneja, mãe do pequeno Léo, de quase dois anos, morreu na sexta-feira (05/11), depois que a aeronave na qual ela estava cair em uma cachoeira em uma cidade de Minas Gerais.

Publicidade

De acordo com uma matéria divulgada na tarde desta segunda-feira (08/11), pelo colunista Léo Dias, o avião de táxi aéreo havia pertencido à dupla Henrique e Juliano. A assessoria de Marília Mendonça confirmou a informação.

A aeronave é um modelo C90A, número de série LJ-1078 e foi negociada em 2020 com a empresa responsável pelo voo de Marília. O avião caiu pouco antes de chegar ao aeroporto de Caratiringa, onde a sertaneja iria fazer shows.

Publicidade

Henrique & Juliano venderam a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice em 09 de julho de 2020 para empresa PEC TÁXI AEREO“, disse o comunicado emitido pela assessoria da cantora.

Publicidade

Os destroços do avião serão periciados para que as circunstâncias do acidente e novos detalhes sobre o trágico episódio possa ser esclarecido. Ainda não se sabe, entre outros fatos, se os passageiros estavam ou não vivos quando a aeronave se chocou contra a cachoeira.

Publicidade

O velório de Marília e de seu tio, que também era seu assessor, ocorreu no último sábado no Goiânia Arena, contando com a presença de grandes nomes da música, como Henrique e Juliano e Maiara e Maraísa, que seguiram para o cemitério ao lado do corpo da artista. Em suas redes sociais, os amigos de Marília se emocionaram ao escrever homenagens para a Rainha da Sofrência.

Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.