in

Especialista explica o que acontece com o corpo em uma queda brusca de avião

A morte da cantora de música sertaneja ganhou grande repercussão e deixou o país em luto.

G1/UOL

A morte da cantora Marília Mendonça gerou grande comoção no Brasil inteiro. Com uma voz marcante, a famosa era considerada uma das artistas de destaque na música sertaneja feminina da atualidade. Com vários hits de sucesso ao longo de sua trajetória artística, ela morreu no auge da carreira, aos 26 anos.

Publicidade

Antes da confirmação das mortes dos ocupantes do avião havia esperança que tivesse sobreviventes, já que a aeronave não ficou completamente destruída. É muito comum em acidente desse tipo as aeronaves ficarem destruídas e em alguns casos até explodir ao se chocar no solo.

De acordo com as imagens do local da tragédia, é possível perceber que a principal estrutura da aeronave não ficou destroçada, rompendo-se apenas a cauda. Quem observa uma cena desse tipo, é natural imaginar que o piloto tivesse tentado realizar um pouso forçado, e como os danos aparentemente não eram tão severos, quem estava dentro do avião talvez pudesse sair com vida ou mesmo com ferimentos leves.

Publicidade

Então, por que todos que estavam dentro da aeronave morreram? Quando uma aeronave realiza um pouso forçado, as forças são distribuídas entre a movimentação horizontal e vertical do avião. Essa é a trajetória comum de uma aeronave que vai descendo aos poucos, porém de forma agravada por não estar ocorrendo no local apropriado.

Publicidade

Mas, o que pode ter acontecido com o avião de Marília Mendonça foi uma perda de sustentação que fez com que a queda ocorresse na vertical. Ao que tudo indica, a aeronave caiu de forma abrupta e foi perdendo a sustentação até se chocar com o solo. Porém, é apenas uma hipótese levantada pelo piloto Raul Marinho, que é gerente técnico da Associação Brasileira de Aviação Geral – Abag.

Publicidade

Órgãos internos

Adnamare Tikasawa, que é mestra em terapia ocupacional neurológica, explicou que uma das principais causas de óbito é a desaceleração. Segundo a profissional, os órgãos do corpo humano não estão presos totalmente e nesse tipo de situação podem se chocar com muita intensidade contra músculos, ossos e pele. Essa violência que acontece com o choque pode provocar rompimento dos órgãos como baço, bexiga, útero em gestantes e fígado. O cérebro pode bater com muita força contra o crânio e formar lesões. Além disso, é comum fraturas múltiplas.

Publicidade

Escrito por Shyrlene Souza

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, famosos, maternidade e notícias que se destacam no Brasil e no mundo.