in

Revoltante: ex-goleiro Bruno ostenta nas redes sociais enquanto deve cerca de 3 milhões de pensão para o filho

Desde a morte de Eliza Samudio, Bruninho é criado pela vó e nunca recebeu pensão alimentícia do pai.

Foto: Reprodução/ Jornal EXTRA

Bruno Fernarndes, o ex-goleiro Bruno, está andando de carro novo enquanto deve cerca de R$ 3 milhões em pensão alimentícia para seu filho Bruno, fruto do relacionamento com a modelo Eliza Samudio, que foi assassinada em 2011 a mando do próprio namorado.

Publicidade

Atualmente, o ex-goleiro reside com a esposa Ingrid Calheiros e a filha em Cabo Frio, Região dos Lagos, onde está cumprindo pena em regime aberto pelo assassinato da modelo.

Nesta semana, o ex-atleta adquiriu um carro do modelo Kia Soreto 2013, em uma loja que revende carros na cidade em que ele mora. Contudo, tal atitude revoltou Sônia Moura – mãe de Eliza que cuida do neto após a morte da filha- pois, enquanto ele está esbanjando, seu filho está passando por dificuldades financeiras.

Publicidade

Segundo Sônia, ano que vem Bruno irá cursar a sétima série em um colégio particular de Campo Grande, onde conseguiu uma bolsa integral, entretanto, ela não tem condições de arcar com o material escolar e os uniformes do menino, porque não possui uma renda regular e depende dos ganhos do marido.

Publicidade

Ela ainda disse que tentou ganhar uma renda extra plantando milho em uma propriedade que ela tem no interior do estado do Mato Grosso Sul, mas devido à seca, perdeu toda a colheita.

Publicidade

Em entrevista para o jornal Extra, Sônia disse que entrou na justiça para conseguir os alimentos para o neto, porém a Justiça não está conseguindo citar o ex-goleiro Bruno no processo da pensão alimentícia. “Até hoje não sei como não o encontram. Ele está jogando num time amador, tem endereço fixo, e todo mês tem que se apresentar em juízo. Como pode?”, indagou a vó de Bruninho, demonstrando estar indignada com a demora do processo.

Amigos e conhecidos, se solidarizaram com a situação em que a família se encontra e resolveram fazer uma rifa para ajudar a levantar recursos para custear os gastos com o material escolar de Bruno.

Publicidade