in

Com Bonner e sem Renata, JN anuncia a morte de 3 pessoas queridas

Jornal Nacional, da TV Globo, noticiou a morte de autor de novelas, maestro e pai de ídolo brasileiro.

Reprodução Globo

A TV Globo viveu um momento de luto nesta semana, com a morte do autor de novelas Gilberto Braga. Aos 75 anos, Gilberto Braga estava internado em hospital do Rio de Janeiro e morreu na terça-feira (26). No dia seguinte, o Jornal Nacional deu esta e outras duas notícias de morte.

Publicidade

O telejornal mais assistido da TV brasileira foi apresentado por William Bonner e Ana Luíza Guimarães. Renata Vasconcellos, titular do JN, esteve de folga durante esta semana. Ao lado de Ana, Bonner deu a notícia sobre mortes que repercutiram no Brasil.

Gilberto Braga, autor de novelas de sucesso como Escrava Isaura (1977), Vale Tudo (1988), O Dono do Mundo (1991), Anos Rebeldes (1992), Celebridade (2003), Paraíso Tropical (2007), Babilônia (2015), entre muitas outras novelas e séries que marcaram época na TV brasileira.

Publicidade

Outra morte que agitou a semana foi a do pai de Ayrton Senna. Milton da Silva, de 94 anos, morreu na quarta-feira, de causas naturais. Milton foi um grande incentivador da carreira de piloto de Fórmula 1. Senna conquistou três títulos mundiais na principal categoria do automobilismo.

Publicidade

JN noticia morte de maestro brasileiro

William Bonner anunciou ao vivo no Jornal Nacional a morte do compositor, arranjador e maestro Letieres Leite. Ele tinha 61 anos. Durante a carreira, Letieres trabalhou com diversos nomes da música brasileira.

Publicidade

Em 2006, ele criou uma orquestra. Atualmente, dirigia o Instituto Rumpilezz. A causa da morte do maestro não foi divulgada. Celebridades, como Ivete Sangalo, lamentaram a morte.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!