in

Após passar por cirurgia, Fátima Bernardes já tem data definida para voltar a apresentar o Encontro

A apresentadora fez uma cirurgia no ombro e está de licença médica até se recuperar totalmente.

Foto: Reprodução/ TV Globo

A apresentadora Fátima Bernardes já tem uma data definida para voltar para às telinhas e apresentar seu programa todas as manhãs. A apresentadora realizou uma cirurgia no ombro esquerdo no dia 12 de outubro, pois rompeu o tendão do músculo supraespinhal.

Publicidade

Segundo informações do site Observatório da TV, a apresentadora voltará a trabalhar no dia 16 de novembro, assumindo novamente a direção do Encontro.

De acordo com informações que ela divulgou em suas redes sociais, a recuperação está sendo um sucesso e está muito contente com o resultado. Disse também que tem se dedicado exclusivamente em sua reabilitação.

Publicidade

Em um vídeo, a jornalista disse que está usando uma tipoia diferente, específica para o seu caso, para manter o braço afastado do tronco com o objetivo de evitar que feche, o que pioraria seu quadro. Ela ainda disse que está fazendo fisioterapia três vezes ao dia e que só tira a tipoia para tomar banho e fazer os exercícios.

Publicidade

Durante a recuperação de Fátima, a apresentadora Patrícia Poeta e o apresentador Manoel Soares estão substituindo a jornalista até ela se recuperar totalmente da cirurgia.

Publicidade

Fátima Bernardes diz que sofre preconceito por namorar homem mais novo

Na noite de domingo (24/10), o Fantástico exibiu o primeiro capítulo da série Isso Tem Nome e contou com a participação da apresentadora Fátima Bernardes, a atriz Samara Felippo e a escritora Conceição Evaristo.

O tema do primeiro episódio expôs a violência que atravessa o universo feminino, falando sobre os abusos cotidianos que as mulheres sofrem. Um dos principais destaques da reportagem foi o fato da idade da mulher ser sempre questionada.

No quadro, Fátima relatou que as pessoas têm muito preconceito porque ela namora um homem 25 anos mais novo. Ela ainda disse que toda vez que a mulher quebra os padrões impostos pela sociedade, ela sofre uma represália.

“Acho que as mulheres que têm relacionamentos com homens muito mais novos é quase que um massacre mesmo”, disse a apresentadora.

Publicidade