in

Morre, aos 75 anos, Gilberto Braga, autor de Vale Tudo e criador de Odete Roitman

Gilberto foi autor de novelas clássicas da TV Globo, como como “Dancin’ Days” (1978), “Vale Tudo” (1988) e “Celebridade” (2003).

Divulgação: TV Globo

Morreu na noite desta terça-feira, 26 de outubro, aos 75 anos, Gilberto Braga, um dos maiores nomes da teledramaturgia brasileira. De acordo com informações do sobrinho, Bernardo Araújo, Gilberto estava internado desde sexta-feira (22) no hospital Copa Star, no Rio de Janeiro. Ele sofreu uma perfuração no esôfago e “vinha há alguns anos com vários problemas de saúde e passou por uma cirurgia na coluna, uma no coração e uma hidrocefalia, já vinha apresentando dificuldades para andar”, disse Bernardo.

Publicidade

“Ele acabou indo para o hospital na semana passada. Ele foi internado já bem mal, e lá foi constatada uma infecção generalizada por conta da perfuração no esôfago”, completou o sobrinho.

Gilberto foi autor de novelas clássicas da TV Globo, como “Dancin’ Days” (1978), “Vale Tudo” (1988) e “Celebridade” (2003).

Publicidade

Gilberto, natural do Rio de Janeiro, cursou Letras e trabalhou no jornal O Globo como crítico de teatro e cinema.

Publicidade

Como autor ele estreou na TV Globo em 1972, com uma adaptação de A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas, para um Caso Especial, mas sua primeira experiência em telenovela aconteceu em 1974, quando dividiu autoria com Janete Clair e Lauro César Muniz em Corrida de Ouro.

Publicidade

Em 1976 veio o primeiro sucesso: Escrava Isaura. Gilberto estreou no horário nobre em 1978, com Dancin’ Days, um de seus maiores sucessos e recorde de audiência.

Gilberto também se destacou quando estreou em minisséries com Anos Dourados, em 1986.

Seu último trabalho como autor na TV Globo foi em 2015, em Babilônia, Babilônia, que foi ao ar de 16 de março a 28 de agosto de 2015 em 143 capítulos. Substituiu Império e foi substituída por A Regra do Jogo, sendo a 8.ª “novela das nove” exibida pela emissora.

Gilberto e seus personagens famosos

Gilberto foi criador de personagens marcantes na TV brasileira. Entre eles estão:

Odete Roitman (Beatriz Segall)

Protagonista de uma das cenas mais famosas da TV brasileira.

Júlia Matos (Sônia Braga) em Dancin’ Days

Ela sai da cadeia para reconquistar o amor da filha, Marisa, personagem de Glória Pires.

Chica Newman (Fernanda Montenegro) em Brilhante

Uma mulher rica, que se acha superior a qualquer pessoa, mas se apavora diante de qualquer perda de poder.

Lurdinha (Malu Mader)

Em Anos Dourados, Lurdinha vivia um amor proibido com Marcos (Felipe Camargo), um estudante de Colégio Militar. Ela precisou enfrentar o preconceito dos pais para viver essa grande paixão.

Raquel Accioli (Regina Duarte)

Também em Vale Tudo, Raquel era uma mulher honesta, o oposto de sua ambiciosa filha, Maria de Fátima, vivida por Gloria Pires.

Laura, em Celebridade

Personagem vivida por Cláudia Abreu, Laura é dissimulada e invejosa. Seu grande objetivo era destruir a carreira de sua rival, Maria Clara (Malu Mader).

Prostituta Bebel, em Paraíso Tropical

Personagem também de “catiguria”, Bebel (Camila Pitanga) se envolve com o mau-caráter Olavo (Wagner Moura). Os dois vivem uma relação sensual e explosiva, com cenas marcantes e inesquecíveis.

Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.