in

De Volta Para o Futuro: as tecnologias que o filme de 1989 previu

Gravado há mais de 30 anos, longa-metragem ainda possui grande apelo na cultura pop.

Divulgação/Universal Pictures

Uma das trilogias de maior sucesso do cinema, De Volta Para o Futuro é uma produção que tem um misto de comédia com ficção científica. A viagem no tempo descrita pelo longa-metragem diverte o espectador, mas pouca gente notou que existiram algumas previsões feitas pela história dirigida por Robert Zemeckis.

Publicidade

A primeira das previsões feitas pelo longa que listamos neste artigo é o jogo de videogame sem as mãos. Rodado na década de 80, o filme estava muito longe dos lançamentos das tecnologias por detecção de movimento para jogos, o que já existe atualmente. Na história, Marty McFly se depara com dois meninos que são vistos tentando ligar um fliperama para jogar, quando eles percebem que é necessário usar as mãos para jogar, ficam menos empolgados.

Outra previsão feita pelo filme é a tecnologia 3D. Em um momento em que Marty está explorando Hill Valley, ele encontra um cinema exibindo o filme “Tubarão”, que estaria na 19ª sequência. Embora a brincadeira sobre o longa-metragem de suspense não tenha se tornado verdade, a tecnologia do filme “sai da tela” já existe.

Publicidade

Uma outra previsão feita pelo filme é o Tablet. Quando Marty é informado que a Torre do Relógio precisa de conserto, é possível ver que o homem que conversa com o protagonista segura um apetrecho muito semelhante ao que conhecemos nos dias de hoje.

Publicidade

Em plena década de 80, quando as televisões analógicas possuíam verdadeiros fundões, o filme já previa que esse meio de comunicação tão importante seria fino o suficiente para ficar encostado na parede. Além disso, em dado momento, o filme mostra que seria possível assistir a vários canais de TV de uma só vez, como uma função picture-in-picture, algo que ainda não existia na época.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Matheus Feitosa

Escrevo sobre TV, famosos e entretenimento desde 2011.

A atenção nos detalhes é o que nos faz prosperar.