in

Boninho denuncia golpista que ‘vendia vaga no BBB22’ por R$ 250 e faz importante alerta para o público

O diretor usou os stories de seu Instagram para alertar o público e explanar prints da tentativa de golpe.

Rede Globo/Reprodução/Instagram/Montagem: Higor Mendes

Certamente, entrar na casa do Big Brother Brasil é o sonho de muitos brasileiros. Fora a possibilidade de ganhar o prêmio milionário oferecido pelo reality, os participantes ainda têm grandes chances de se tornarem famosos na TV ou na internet por conta do programa.

Publicidade

Com isso, pessoas mal intencionas encontraram nos sonhos de alguns, uma oportunidade de aplicar golpes. Foi o que denunciou o diretor do BBB, Boninho. De acordo com o Big Boss, vagas para a próxima edição do programa, prevista para janeiro de 2022, estariam sendo ‘vendidas’ por golpistas.

Nos stories de seu perfil no Instagram, o todo poderoso do BBB publicou um print de uma conversa com uma pessoa, supostamente, chamada Claudemir. Este seria o indivíduo responsável por realizar a venda das falsas vagas no reality.

Publicidade

Na captura de tela publicada pelo diretor, Claudemir alega existir a possibilidade de encaixar a pessoa interessada em uma entrevista presencial para entrar no reality sem a necessidade de realizar qualquer inscrição. “A taxa de inscrição para o presencial é de 250 reais. Abrimos hoje, que nos foi dada 10 vagas pelo diretor do ‘BBB’. Abrimos agora às 16h. Já foram quatro inscrições, temos seis”, afirma o golpista. Confira a publicação com a denúncia e um alerta feita por Boninho.

Publicidade

O diretor classificou como triste o episódio das falsas vendas de entrevistas. Além disso, pediu todo cuidado, por parte do público, para que não caiam em nenhum golpe na esperança de entrar na casa do BBB.

Publicidade

Vale ressaltar que as inscrições para a 22ª edição do BBB foram encerradas ainda em setembro e que, fora os famosos que compõem o camarote, as inscrições são a única forma de entrar no programa. Além disso, nenhum valor é cobrado para tentar uma vaga na casa.

Publicidade

Escrito por Higor Mendes

Redator com três anos de experiência, apaixonado por história da Segunda Guerra Mundial, política, futebol e curiosidades em geral.