in

Bonner e Renata deixam luto para o final e Jornal Nacional é encerrado sem a dupla

Jornalistas não apareceram após última reportagem e Jornal Nacional foi encerrado sem a dupla.

Reprodução Globo

William Bonner e Renata Vasconcellos apresentaram uma edição histórica do Jornal Nacional. Os âncoras do JN deram destaque à pandemia do coronavírus logo na escalada de notícias do telejornal, quando Bonner afirmou que o Brasil vive uma tragédia ao atingir a marca de 600 mil mortes por Covid.

Publicidade

O jornalista também destacou a importância da vacinação. Na reta final do Jornal Nacional, foram ao ar reportagens sobre o tema. Alan Severiano entrou ao vivo e atualizou os números. O Brasil registra 600.493 óbitos em decorrência da doença.

Após a informação sobre os números, o JN exibiu reportagem destacando alguns mortos anônimos da pandemia. Familiares deram seus depoimentos sobre as perdas e aqueles que ficaram. Uma mulher falou sobre a morte da filha e do neto recém-nascido. Ela também falou sobre a neta de três anos que ficou e os cuidados que terá com a menina daqui para a frente.

Publicidade

JN termina de luto

William Bonner e Renata Vasconcellos não se despediram do público. Diferente das outras vezes, em que os jornalistas apareciam na tela para se despedir dos telespectadores sem o tradicional “boa noite”, dessa vez isso não aconteceu. Após a reportagem, a câmera mostrou direto a redação do Jornal Nacional.

Publicidade

Publicidade

No telão, aparecia a inscrição “600.493 vidas perdidas”. Não houve trilha sonora. O silêncio era total. Nas redes sociais, muitos telespectadores mostraram que ficaram emocionados com a edição histórica do Jornal Nacional no dia em que o Brasil ultrapassou esta triste marca.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!