in

A Usurpadora: Emílio compra uma arma, se droga e coloca o presidente em apuros

Emílio fica paranoico achando que será a próxima vitima de um atentado e acaba fazendo uma loucura em A Usurpadora.

Televisa/Montagem Guti M.

Na série A Usurpadora, Emílio Bernal, filho do presidente do México, Carlos Bernal, voltará a cometer suas loucuras. O jovem, que se tornou um viciado, inseguro e com sérios problemas emocionais desde o acidente criminoso que matou sua mãe, fica ainda mais paranoico após a madrasta ser atingida por um tiro no dia da independência.

Publicidade

Para se proteger, ele vai a uma balada com um amigo e compra uma arma de fogo. No local, ele exagera no uso de drogas e começa a ficar fora de si. Ao deixar a balada e ir para casa, ele se depara com um acampamento de pessoas em protesto diante da residência presidencial. As pessoas o cercam, o reconhecendo como o filho do presidente. O garoto começa a entrar em pânico com medo que seja atacado pelos manifestantes.

A esposa de um dos homens que acampam no local percebe que Emílio não está bem, pois vê que ele está ofegante e suando muito. O homem então pergunta se Emílio está se sentindo bem, ocasião em que ele se sente ameaçado e pergunta se aquelas pessoas querem matá-lo.

Publicidade

Sob efeito de drogas e morrendo de medo dos manifestantes, Emílio saca a arma, ameaçando as pessoas que ali estão com suas famílias, incluindo crianças. Paulina vê a cena e intervém, evitando uma tragédia e acalmando as pessoas acampadas no local para que não se juntem para linchar o rapaz.

Publicidade

A segurança nacional que cuida da residencial oficial do presidente também intervém. Paulina, se passando por Paola, exige que os seguranças abaixem as armas, bem como pede que Emílio abaixe a arma, pois ninguém deseja lhe fazer nada.

Publicidade

Emílio fica surpreso com a atitude da madrasta, pois ela nunca gostou dele e jamais o defenderia de nada, mas se sente grato. Paulina conversa com os manifestantes e se compromete a falar com Carlos para tentam resolver a situação daquelas pessoas.

Carlos ficará furioso com o comportamento do filho e o confrontará. Mais uma vez, Paulina, se passando por Paola, vai intervir para evitar que o presidente bata em Emílio.

Por conta do ocorrido, Carlos terá de negociar com os manifestantes para acabar com a onda de protestos pelo país, ou será ainda mais massacrado pela imprensa, o que vai diminuir drasticamente sua popularidade, que já a pior na história dos presidentes do México.

A Usurpadora é exibida de segunda a sexta-feira, pelo SBT, logo após Carinha de Anjo.

Publicidade
Publicidade

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades