in

Rede Globo demite Denise Saraceni após 43 anos de casa

A diretora foi resposável por várias novelas da emissora, que tiveram sucesso de público e crítica.

Divulgação, Raphael Dias / GShow

A Rede Globo continua mantendo a onda de demissões dos seus profissionais mais renomados nas suas áreas de atuação. Quem entrou para a lista é a competente diretora Denise Saraceni, que estava trabalhando na emissora há 43 anos ininterruptos.

Publicidade

Em comum acordo, o contrato de Denise com o canal, que vence no final deste mês, não será renovado. No entanto, ela poderá voltar a realizar trabalhos na Rede Globo, por obra e sem qualquer tipo de vínculo empregatício. O mesmo acontece com os demais diretores e atores, que foram desligados da empresa durante essa reformulação.

Denise foi a primeira mulher a ocupar o posto de diretora de núcleo da emissora. Isso ocorreu em 2001, com a novela Estrela Guia, que teve a cantora Sandy como a protagonista da trama, que alcançou elevados índices de audiência.

Publicidade

A diretora também foi a responsável pelos êxitos de Torre de Babel, exibida em 1998; e Passione, que foi ao ar no ano de 2010. Essas duas histórias de Silvio de Abreu se tornaram um enorme sucesso junto ao público e a crítica especializada, conquistando vários prêmios.

Publicidade

Denise também assinou a direção do remake de Saramandaia e da minissérie Engraçadinha, de Nelson Rodrigues, quando apostou todas as fichas em Claudia Raia como protagonista da história e foi bem sucedida, sendo bastante elogiada. Entre seus sucessos também se destacam Fera Radical, Anjo Mau e Cheias de Charme. Porém, Geração Brasil e A Lei do Amor, seus últimos trabalhos na Rede Globo, fracassaram.

Publicidade

Perto de completar 68 anos, Denise Saraceni se prepara para lançar, durante o mês de novembro, seu filme sobre o compositor Pixinguinha, que terá Seu Jorge e Taís Araújo como protagonistas.

Publicidade
Publicidade