in

Patrocinadores exigem expulsão de Borel após suposto estupro e produção chama Dayane; polícia quer entrar

O funkeiro teria abusado da participante que estava embriagada durante a madrugada.

REPRODUÇÃO/RECORD

O clima não está nada agradável no reality “A Fazenda”, da Record. O participante Nego do Borel está sendo acusado nas redes sociais de ter praticado abuso sexual com Dayane Mello. A peoa se deitou com o cantor e estava completamente embriagada. Não foi possível ver os movimentos dos dois na hora, pois o foco da câmera não estava na cama deles, mas o áudio pegou a participante sussurrando e pedindo para que o funkeiro parasse.

Publicidade

A assessoria de Dayane se manifestou e disse que a polícia já está na porta da sede do reality para averiguar as provas do possível crime, como as roupas usadas por eles, bem como preservativos. Segundo a equipe da peoa, A Record estaria dificultando a entrada dos policiais.

A emissora já emitiu uma nota dizendo que está apurando os fatos e a produção do programa chamou Dayane para comparecer ao closet. Ela saiu pelo portão e muitos dos participantes imaginaram que ela teria desistido do programa. No entanto, a peoa voltou e disse que não pode repassar aos outros o que foi conversado com a produção, pois se trata de algo pessoal. 

Publicidade

Segundo o colunista Ricardo Feltrin, os cinco patrocinadores principais do programa estão pressionando a Record para que a emissora expulse Nego do Borel do reality. Ambev, Tik Tok, Seda, Aurora Alimentos e Banco Original estão fechadas nessa questão e estão exigindo que a Record tome logo uma posição.

Publicidade

Mais cedo, a Record anunciou, através de suas redes sociais, que após a apuração dos fatos, uma atitude deve ser tomada ao vivo durante o programa dessa noite.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com