in

Luto: morre Luis Gustavo, o Seu Vavá do Sai de Baixo, aos 87 anos; ator viveu recluso seus últimos anos

O ator multitalentoso lutava contra um câncer no intestino há mais de três anos.

REPRODUÇÃO/GLOBO

Morreu neste domingo (19/09) aos 87 anos na cidade de Itatiba, interior de São Paulo, o ator Luis Gustavo Blanco. Ele lutava contra um câncer no intestino desde 2018 e acabou não resistindo às complicações da doença. Luis Gustavo nasceu em Gotemburgo, na Suécia, no dia 2 de fevereiro de 1934.

Publicidade

Na Globo desde 1976, o ator fez diversos personagens que marcaram gerações. No entanto, ele já se destacava em 1968 na extinta TV Tupi. Na emissora, Luis Gustavo foi o protagonista da novela Beto Rockfeller, que inovou a linguagem dos folhetins, marcando na história um novo jeito de se fazer novela que perdura até hoje.

Já na Globo, Luis Gustavo deu vida a importantes personagens da teledramaturgia, como Ariclenes Almeida/Victor Valentin na primeira versão da novela “Ti Ti Ti”. Multitalentoso, o ator também se aventurou pela comédia, interpretando Vanderlei Mathias, o Vavá, do humorístico “Sai de Baixo”, que também marcou época nas noites de domingo da emissora carioca. Além de Luis Gustavo, o programa tinha no elenco grandes nomes, como Tom Cavalcante, Claudia Gimenez, Miguel Falabella, Marisa Orth e Aracy Balabanian. 

Publicidade

Na teledramaturgia, Luis Gustavo teve papeis memoráveis em novelas como “Anjo Mau”, “O Salvador da Pátria”, “Mico Preto”, “O Mapa da Mina”, “O Beijo do Vampiro”, “Começar de Novo”, “O Profeta”, “Três Irmãs”, “Cama de Gato”, “A vida da gente”, “Joia Rara” e “Êta Mundo Bom”! O artista também chegou a ser assistente de direção de diversas atrações e divertiu muito o público com o detetive Mário Fofoca.

Publicidade

Nos últimos anos, por conta do câncer, Luis Gustavo se afastou da TV e passou a viver recluso ao lado da família em Itatiba.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Jean Marangoni

Influenciador digital responsável pelas páginas 'Mussum Sinceris' nas redes sociais, trabalho também com jornalismo online há 3 anos. Para sugestões entre em contato: jeanmarangoni@gmail.com