in

Com 55 filhos, Flordelis completou um mês na prisão sem receber nenhuma visita; ex-deputada irá a júri popular

A ex-deputada está presa no complexo de Gericinó desde o último mês de agosto.

Metrópoles | Divulgação

Apontada como a mandante da morte do marido, Flordelis completou um mês detida no complexo de Gericinó, Rio de Janeiro. De acordo com o site Metrópoles, a ex-deputada, que adotou mais de 50 filhos, não recebeu sequer uma visita desde que foi presa no último mês de agosto. Anderson do Carmo, marido de Flordelis, foi morto a tiros em junho de 2019.

Publicidade

A ex-deputada foi umas das últimas pessoas a serem presas pelo crime, já que gozava de imunidade parlamentar inerente ao cargo ocupado por ela. Porém, Flordelis teve seu mandato cassado e pôde ser detida pela polícia. Dois filhos da pastora também estão presos pelo crime.

Em entrevistas, Flordelis sempre negou veementemente participação na morte do marido e afirmou que provaria sua inocência. Ainda segundo o site Metrópoles, apenas quatro pessoas deram entrada em pedidos de visitas à ex-deputada. Dois dos quatro pedidos já foram negados pela Justiça por falta de vínculo familiar.

Publicidade

Dois pedidos de visitação ainda seguem sendo analisados. Flordelis ganhou notoriedade nacional e visibilidade pelas diversas adoções realizadas. A ex-deputada chegou a participar de filmes e documentários sobre sua história, porém, enfrentou problemas na Justiça por supostas adoções ilegais, e até uma acusação de sequestro.

Publicidade

Júri Popular

As investigações apontam que Flordelis foi a mentora intelectual do assassinato do próprio marido, e, por decisão da Justiça, irá à Júri Popular junto com mais nove acusados. Ainda não há previsão para que o Júri seja realizado. Enquanto isso, a deputada seguirá presa à espera de seu destino final.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade