in

Jornalista morre vítima da Covid-19 no Rio de Janeiro uma semana após sentir primeiros sintomas

Profissional foi acometido pelo coronavírus de forma arrebatadora e acabou não resistindo.

O Dia

Figura conhecida na imprensa carioca, o jornalista Marcelo Reis, de 54 anos, foi mais uma vítima fatal da Covid-19 no Rio de Janeiro. Também fotógrafo, produtor e sambista, o profissional apresentou os primeiros sintomas da doença na última semana, sendo internado às pressas na última quarta-feira (8).

Publicidade

Em estado já avançado da infecção, Reis foi intubado e acabou não resistindo às complicações do coronavírus, falecendo neste sábado (11), no Hospital Casa Evangélico, situado na Barra da Tijuca.

De raízes fortes no samba, Reis chegou figurar como Rei-Momo em carnavais. Após a notícia da morte do jornalista, diversas escolas de samba, e pessoas ligadas ao Carnaval do Rio de Janeiro lamentaram o falecimento do profissional.

Publicidade

Por 11 anos, Reis atuou como diretor-geral da Escola de Teatro Martins Penna, sendo peça importante na conquista de fundos para a reforma do espaço que deve ficar pronto na próxima semana, sem o seu incentivador. 

Publicidade

Homenagens 

Em post feito em suas redes sociais, a Escola de samba Estácio de Sá lamentou a morte repentina do jornalista e colaborador, e ainda se solidarizou com os familiares. 

Publicidade

O G.R.E.S. Estácio de Sá lamenta profundamente o falecimento de Marcelo Reis. A família estaciana se solidariza com a família e amigos“, disse o comunicado da escola de samba, divulgado no Facebook.

Defensor da cultura popular e fanático pela Estácio, Marcelo Reis ainda trabalhou no já extinto “Jornal dos Sports”. Ele tinha uma filha.

Até o fechamento desta matéria, não havia informações acerca do local e horário das cerimônias de velório e sepultamento. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade