in

Roberto Carlos enfrenta acontecimentos trágicos desde quando era criança

Aos 80 anos, o cantor já sofreu com perda da mãe, mulheres e filhos, mas não abandonou a carreira.

Globo/Estevam Avellar

Roberto Carlos, que completou 80 anos no último dia 19 de abril, desde muito cedo foi obrigado a conviver com acontecimentos trágicos, que o acompanharam no decorrer de sua vida.

Publicidade

Quando tinha apenas 6 anos e residia em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, sua terra natal, o futuro ídolo brasileiro foi atropelado por um trem, o que causou a amputação da sua perna direita.

Em 1990, sua primeira mulher Cleonice Rossi, com quem teve os filhos Dudu e Luciana, faleceu vítima de um câncer na mama. Na época, eles estavam separados e o cantor estava casado com a atriz Myrian Rios, mas deu total apoio à mãe de seus filhos, de quem continuou sendo grande amigo.

Publicidade

Em dezembro de 99, Roberto sofreu mais um duro golpe com o falecimento precoce de Maria Rita, sua terceira esposa, também vítima de câncer aos 38 anos. Depois dela, o cantor não assumiu nenhum novo relacionamento.

Publicidade

Quando estava prestes a comemorar 61 anos, em 2010, Roberto Carlos adiou a turnê internacional que faria em comemoração aos 50 anos de carreira, pois no dia 17 de abril, faleceu sua mãe, Laura Moreira Braga, mais conhecida como Lady Laura, aos 96 anos, vítima de problemas pulmonares. Ele soube da notícia quando estava se apresentando nos Estados Unidos e retornou imediatamente ao Brasil.

Publicidade

Perto de completar 70 anos, o cantor foi surpreendido com a morte de Ana Paula Braga, de 47 anos, após sofrer uma parada cardíaca. Ana Paula era filha apenas de Cleonice Rossi, sua primeira mulher, mas ele a criou como fosse sua filha legítima, pois ela tinha apenas três anos quando a mãe e o cantor se casaram.

E no momento, o Rei enfrenta mais uma perda com a morte precoce do filho Dudu Braga, aos 52 anos, também vítima de câncer, que foi sepultado, hoje, em São Paulo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade