in

Desespero, gritos e lágrimas: Luciano Huck comove ao relatar drama vivido por Angélica em hospital

Em livro, apresentador recordou difícil momento enfrentado pela família com acidente de Benício.

Rede Globo

No ar aos domingos com novo programa na Globo, Luciano Huck resolveu aproveitar o isolamento social ocasionado pela pandemia do coronavírus para escrever um livro contando algumas memórias pessoais. Intitulado “De Porta em Porta”, o exemplar narra lembranças boas e também dramas enfrentados pelo apresentador e sua família, como aconteceu quando Benício, filho do artista, se acidentou e deixou Angélica em verdadeiro desespero.

Publicidade

Ao falar sobre o difícil momento que enfrentou ao lado da esposa em 2019, Luciano Huck relatou o drama que Angélica viveu no hospital após o filho precisar ser socorrido às pressas. O menino, que curtia férias com a família na Costa Verde, no Rio de Janeiro, fraturou o crânio enquanto praticava wakeboard.

“Vi uma mãe se jogar no chão de desespero, entre gritos e lágrimas, na porta de um centro cirúrgico. Senti minha vida perder o sentido em meio a tanto medo“, disse Luciano Huck em um dos trechos do livro. O apresentador contou que foram as maiores horas de dor e angústia que a família já enfrentou e desabafou ao dizer que as lembranças ainda latejam em sua cabeça.

Publicidade

Sobre Angélica, Luciano Huck comoveu ao destacar a força e fé da esposa que, segundo ele, passou cerca de cinco horas ajoelhada e rezando pela vida do filho dentro do hospital. “Fortaleza da minha família”, disse o global ao fazer referência a apresentadora.

Publicidade

No livro escrito por Luciano Huck ainda há passagens sobre o relacionamento do apresentador com o irmão, que revelou sua orientação sexual aos 20 anos. “Olha, eu sou gay, essa é minha vida, isso não é uma escolha, esse é o meu ser, é como eu sou”, disse o apresentador ao reproduzir as palavras de Fernando. Huck contou que se chocou de início, mas prestou apoio ao caçula.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade