in

Jornalista deseja a morte de Sérgio Reis e diz que odeia sertanejo: ‘desprezíveis, nojentas’

Cantor sertanejo tem sido um dos assuntos mais comentados das últimas semanas.

UOL

O jornalista Eduardo Bueno, o Peninha, participou do Mais que Oito Minutos, canal de Rafinha Bastos no YouTube. Na entrevista, Bueno chamou a atenção ao detonar o cantor sertanejo Sérgio Reis e o ritmo que ele representa. O vídeo está repercutindo nas redes sociais.

Publicidade

Peninha comentou sobre a morte do rockeiro Charlie Watts e questionou porque o Sérgio Reis não morreu no lugar do integrante da banda Rolling Stones. “Morreu o Charlie Watss hoje, por que não morreu o Sergio Reis? Eu preferia que tivesse morrido o Sergio Reis”, disparou Peninha, com a concordância de Rafinha Bastos.

Em seguida, Eduardo Bueno chamou Sérgio Reis de patético e classificou o chapéu usado pelo cantor como algo horroroso. Peninha também criticou o ritmo sertanejo, que classificou como uma das coisas mais “desprezíveis e nojentas que existe”.

Publicidade

Nas redes sociais, Eduardo Bueno foi criticado. “Eu amo rock e toda sua história, mas dizer que o sertanejo não tem importância, é um excremento e desejar a morte de alguém é de uma burrice que dá até preguiça de ouvir o resto. É só mais um frustrado que tem que arrotar sua inveja e com o apresentador concordando. Deprimente”, comentou uma internauta.

Publicidade

Publicidade

Sergio Reis tem sido assunto nas últimas semanas

O cantor sertanejo tem sido manchete nos últimos dias desde que um áudio enviado a um amigo vazou. No áudio, Sérgio Reis fala em invadir o Supremo Tribunal Federal e retirar os ministros de lá de dentro na marra. A declaração repercutiu em todo o Brasil e o cantor chegou a receber visita da Polícia Federal em sua casa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!