in

Sikêra Júnior e Patricia Abravanel serão processados por João Doria; acusação é de LGBTQIA+fobia

Governador do estado de São Paulo, através de Secretaria da Justiça, também citará Rede TV!, SBT e dois políticos do interior do estado.

RedeTV!/ SBT/Adriano Machado Crusué

Segundo informações publicadas na noite desta sexta-feira (03) pela colunista Mônica Bérgamo, do jornal Folha de São Paulo, o governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), irá processar os apresentadores Sikêra Júnior e Patrícia Abravanel por terem cometidos falas públicas consideradas homofóbicas.

Publicidade

De acordo com a publicação, a acusação contra os apresentadores é de LGBTQIA+fobia. A medida judicial será ajuizada pela Secretária de Justiça de São Paulo, o que deverá obrigar os apresentadores a comparecerem diante do poder judiciário para participar de uma audiência de conciliação.

Sikêra Júnior e Patrícia Abravanel deram declarações consideradas homofóbicas no mês de junho

Durante a apresentação de seu programa Alerta Nacional, Sikêra, classificou os homossexuais como ‘raça desgraçada’. Após a sua fala, o apresentador perdeu vários patrocinadores prejudicando o orçamento da emissora.

Publicidade

Patrícia, por sua vez, disse que os homossexuais deviam aprender a compreender as pessoas que não o respeitam. A fala da filha de Silvio Santos recebeu uma enxurrada de críticas e foi classificada como homofóbica.

Publicidade

“O estado de São Paulo não tolera a intolerância“, afirmou secretário

Através de uma nota à imprensa, o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, afirmou que o estado de São Paulo sempre irá lutar contra falas que fomentem a intolerância. O posicionamento do secretário está alinhado com o do governador João Doria, que desde 2019 vem ajuizando processos por LGBTfobia.

Publicidade

Em sua totalidade, foram ajuizados 67 processos administrativos em 2019 e 2020 pelo governo paulista. Além da filha do dono do SBT, e do polêmico apresentador da RedeTV!, mais dois vereadores do interior do estado de São Paulo terão que se apresentar ao Tribunal de Justiça de São Paulo. De acordo com a Folha, um parlamentar de Itararé e outro de São José do Rio Preto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Rodrigo Monteiro

Um dos primeiros redatores da melhor plataforma de jornalismo independente da internet, a I7 network, já trabalhou em outras plataformas, sempre escrevendo notícias em primeira mão para quem gosta de viver bem informado.
Os principais assuntos do mundo esportivo, do mundo dos famosos e da política estão aqui, com textos leves e interessantes, Rodrigo Monteiro faz parte do grupo de colunistas do Radar Esportes, TV Prime, 1News e I7 News quatro portais de notícias mais populares da internet.