in

Mesmo com Marcos Mion no comando, Rede Globo teria decidido acabar com Caldeirão

Emissora teria determinado que o programa sairá do ar definitivamente no dia 25 de dezembro.

Divulgação / Uol TV

Apesar de todo o estardalhaço causado pela contratação de Marcos Mion como substituto de Luciano Huck no comando do Caldeirão, o que ganhou enorme espaço na imprensa e também nas redes sociais, a Rede Globo estaria disposta a fazer mudanças radicais na sua grade de programação.

Publicidade

Sendo assim, Mion deve ficar à frente do Caldeirão apenas por quatro meses. Após esse período, o programa pode sair definitivamente do ar, encerrando 21 anos ininterruptos de transmissões. Também já teria sido definido que a última edição do Caldeirão será exibida no dia 25 de dezembro.

Para ocupar o horário das tardes de sábado, a emissora estaria elaborando um novo programa, que terá a apresentação de Ivete Sangalo. O formato e o conteúdo, que seriam mantidos em sigilo absoluto, já estariam devidamente aprovados pela direção do canal e conta com importante apoio do mercado publicitário.

Publicidade

A possível estreia está prevista para os primeiros meses de 2022. Enquanto isso não acontece, o espaço pode ser preenchido com a exibição de filmes inéditos. Já Mion passaria a dar expediente no Multishow, canal pago que pertence ao grupo Globo, que supostamente tem alguns projetos para o ex-apresentador de A Fazenda.

Publicidade

Além disso, Mion já teve o seu nome confirmado para estar à frente da cobertura de dois mega festivais: o Lollapalooza e também do Rock In Rio. Por determinação do diretor Boninho, o apresentador também pode assumir o posto de eventual substituto de Tiago Leifert, durante a próxima edição do Big Brother Brasil, no caso de haver alguma emergência – função que pertencia a André Marques.

Publicidade

Vale lembrar que a esperada estreia de Marcos Mion na Globo está confirmada para o próximo sábado, dia 04 de setembro.

Publicidade
Publicidade
Publicidade