in

Ex-funcionário da RedeTV não se cala, desmente dono da emissora e joga tudo no ventilador: ‘Canalhice pura’

Um ex-funcionário da emissora usou sua rede social para rebater declarações de Marcelo de Carvalho sobre a greve dos funcionários da RedeTV!

Reprodução / RedeTV!

Um ex-funcionário da RedeTV! decidiu não se calar após ver um tuíte de Marcelo de Carvalho a respeito da greve que vem sendo realizada por funcionários da emissora. Ao se deparar com a publicação, Vínicius Heck usou o seu perfil no Twitter para dar a sua opinião sobre as declarações do dono da RedeTV!.

Publicidade

Tudo começou na tarde da última segunda-feira, 30, quando durante uma assembleia funcionários da RedeTV! confirmaram que entrariam em greve. Depois disso, não demorou muito para que Marcelo de Carvalho se pronunciassem sobre o assunto por meio do seu perfil oficial no Twitter.

Publicidade

Em seu post, Marcelo, apresentador e fundador da emissora, ao lado de Amilcare Dalevo, criticou o movimento dizendo ser lamentável a herança que foi deixada por Getúlio Vargas. Segundo o apresentador, “um punhado de sindicalistas” estão afirmando representar os milhares de funcionários da emissora e declararam estado de greve. E mais, ainda em seu post, Carvalho disse que, “como todos sabem”, muitas emissoras demitiram até mesmo grandes nomes nacionais em meio à pandemia. Diante disso, ele ressalta que a RedeTV! fez ao contrário e, além de não demitir, ainda contratou.

Publicidade

Depois disso, um ex-funcionário usou o seu Twitter para rebater as afirmações de Marcelo de Carvalho e ainda relembrar a época em que ele estagiou na emissora. Ele relatou que na época em que ele estagiou na RedeTV!, cortaram o salário de todos os funcionários. “Ninguém escapou”, destacou ele.

Publicidade

E mais, nessa mesma época, o ex-funcionário conta que o contrato com Sikêra Jr. Foi renovado, contrato esse que, segundo ele, citava um salário de 500 mil por 7 anos para o comunicador. “Canalhice pura”, destacou o ex-funcionário da emissora.

Publicidade
Publicidade
Publicidade