in

Fernanda Souza desabafa sobre atuar em novelas da Globo: ‘Uma escravidão’

A atriz falou um pouco sobre suas experiências durante live feita pelo Instagram.

Reprodução/Instagram oficial de Fernanda Souza

Fernanda Souza tem participado de várias lives durante a pandemia e aproveitado para falar sobre toda suas experiências nas telinhas brasileiras. A atriz e apresentadora ganhou fama nacional após ser uma das protagonistas da novela Chiquititas, no SBT, e colecionou vários papéis de sucesso nas telas da Globo nos anos seguintes.

Publicidade

Ao participar de uma live com Maria Zilda Bethlem na última quinta-feira (26) pelo Instagram, Fernanda Souza falou um pouco sobre sua experiência em novelas e revelou o motivo de estar longe das produções desde 2016. Ela classificou o trabalho nos folhetins da Globo como maçante “Vamos combinar que é uma escravidão”,

Durante o bate-papo, Fernanda foi questionada por um internauta se aceitaria retornar a fazer novelas e disse que seria muito difícil, declarando que novelas tem exigem muita dedicação de todos os participantes e uma dependência do roteiro.

Publicidade

Além disso, afirmou que, hoje em dia, prefere continuar trabalhando em vários projetos que possuam um tempo mais reduzido de trabalho. A última participação da atriz em uma novela foi em 2015, quando participou de ‘A Regra do Jogo’ na Globo.

Publicidade

Fernanda continuou contando que o trabalho em novelas é completamente maçante, olhando pelo sentido de entrega. Ela declarou que ama trabalhar em novelas e relembrou sua atuação por mais de 20 ano, mas afirma que a rotina não combina mais com sua vida e tem procurado um maior equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Publicidade

Para terminar sua participação na live, a apresentadora respondeu um último questionamento de internautas e falou sobre o que mais tem saudades de fazer devido à pandemia. Fernanda Souza afirmou que sente muito falta de apresentar, já que adora fazer entrevistas e ter conversas divertidas com famosos.

Publicidade
Publicidade