in

William Waack chama apoiadores de Bolsonaro de ‘imbecilizados’ e recebe resposta

Apresentador da CNN Brasil publicou artigo de opinião no jornal Estadão, nesta quinta.

Reprodução CNN Brasil / Reprodução Globo

O jornalista William Waack, da CNN Brasil, escreveu um artigo de opinião no jornal O Estado de S. Paulo, nesta quinta-feira (26), em que detona o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus apoiadores. Waack afirma que o quadro mental de Bolsonaro é preocupante.

Publicidade

Em relação aos apoiadores do presidente eleito com 57 milhões de votos em 2018, o jornalista afirma que são “fanáticos imbecilizados”. As declarações do apresentador da CNN Brasil estão repercutindo nas redes sociais e muito apoiadores do presidente estão se manifestando.

O nome do jornalista aparece nos trendings topics do Twitter, na tarde desta quinta. “Bolsonaro acha que manda, mas não comanda nada a não ser fanáticos imbecilizados em redes sociais que não sabem até agora muito bem onde está o ‘palácio de inverno’ a ser tomado e ocupado”, escreveu o âncora do Jornal da CNN.

Publicidade

Publicidade

O artigo de William Waack é intulado “Ninguém teme Bolsonaro”. Apoiadores do presidente estão marcando manifestação para o dia 7 de Setembro. O evento deve reunir milhares de pessoas em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O objetivo se manifestar à favor defendidas por Bolsonaro, como o voto impresso.

Publicidade

No Twitter, William Wack está sendo muito criticado pelos apoiadores de Bolsonaro. Alguns estão recordando o episódio ocorrido no Jornal da Globo, durante a cobertura das eleições dos Estados Unidos, em 2016. Na ocasião, Waack faz um comentário racista. O vídeo vazou no fim de 2017 e ele foi demitido pela Globo. Desde 2019, o apresentador está na CNN Brasil.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!