in

Eduardo Costa entra na Justiça após vender mansão por R$ 10 milhões e diz ter tomado suposto calote de ex-jogador

Eduardo Costa e ex-jogador de futebol poderá brigar na Justiça após venda de mansão em Belo Horizonte dar errado.

Reprodução/TV e Famosos - UOL

O cantor sertanejo Eduardo Costa revelou que levou um calote após vender sua mansão por 10 milhões de reais para um ex-jogador brasileiro. A casa vendida pelo artista, que possui 1.177 m² e 821 de área construída, fica localizada no Bandeirantes, bairro nobre da cidade de Belo Horizonte.

Publicidade

Eduardo Costa diz que tomou calote de ex-jogador

O cantor deu a informação através de uma entrevista para o site UOL. Em sua declaração para o portal, Eduardo Costa revelou que uma das partes do contrato não cumpriu com o acordo. O artista disse que o comprador não respeitou as obrigações e por esse motivo foi acionado.

Quem comprou a mansão do sertanejo teria sido Fábio Junior Pereira, ex-futebolista conhecido pelas suas passagens no Atlético Mineiro, Cruzeiro, América e Roma, da Itália. Durante as negociações, ficou acordado que 6 milhões de reais seriam pagos em forma de sinal. O restante do valor seria pago de forma parcelada, em que seriam depositados 111 mil reais em 36 parcelas.

Publicidade

Sobre o acordo entre Eduardo Costa e Fábio Júnior

Segundo o UOL, o acordo foi fechado entre o cantor e o ex-jogador em junho de 2020. As parcelas deveriam começar a ser quitadas em setembro do mesmo ano. Porém, o que aconteceu foi que, em novembro de 2020, nenhuma parcela foi paga.

Publicidade

Por esse motivo, Eduardo Costa resolveu entrar na Justiça para conseguir a anulação contratual. O processo foi encaminhado para a 21ª Vara Cível da Comarca de Belo Horizonte. Além de cobrar a rescisão do contrato, o artista também está cobrando a multa de um milhão de reais. 

Publicidade

Como Fábio Júnior ainda não foi citado no processo, ele não apresentou sua defesa na Justiça.

Publicidade
Publicidade