in

Filhas de Gugu disparam contra Aparecida Liberato e a acusam de manipulação: ‘Estava mentindo pra gente’

Marina e Sofia Liberato decidiram contar toda a verdade sobre a relação da tia com a mãe.

Metrópoles | Divulgação

Após a morte de Gugu Liberato no ano de 2019, uma batalha judicial entre a mãe de seus filhos e a família Liberato teve início. Rose Miriam acionou a Justiça a fim de provar que possuía uma união estável com o apresentador, o que foi refutado pela família de Gugu. Desde então, ambas as partes brigam judicialmente pela herança deixada.

Publicidade

De acordo com o site Metrópoles, Marina e Sofia, filhas gêmeas do apresentador, entraram na Justiça para pedirem emancipação, já que ainda são menores de idade. Após serem emancipadas, as gêmeas decidiram contar toda a verdade sobre o imbróglio familiar envolvendo a herança do pai.

Marina e Sofia afirmaram que passaram a desconfiar da tia, Aparecida Liberato, devido ao seu comportamento após a morte de Gugu. Antes de morrer, o apresentador nomeou a irmã para ser sua inventariante. As gêmeas contaram, ainda, que a postura da tia mudou quando elas passaram a discordar de algumas atitudes.

Publicidade

As meninas afirmaram que a tia não aceitava que Rose Miriam tivesse tido uma união estável com o irmão. Sofia e Marina garantiram que a mãe realmente era companheira de Gugu e todos formavam uma família. “A gente achava que ela mentia pra gente, mas a gente não tinha esses fatos, e hoje a gente descobriu que era verdade, que ela estava mentindo pra gente“, afirmou Marina. 

Publicidade

As herdeiras de Gugu Liberato disseram, ainda, que Aparecida Liberato não passava as informações sobre o inventário do pai, por isso, resolveram pedir emancipação e contratar um novo advogado. Marina e Sofia afirmaram que o irmão, João Augusto, estaria sendo manipulado pela tia.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade