in

Spencer Elden, o ‘Bebê do Nirvana’, processa a banda por exploração sexual e pornografia infantil

Spencer Elden está processando 15 pessoas envolvidas na produção e venda do álbum Nevermind , do Nirvana.

Reprodução/Divulgação/Monet Globo

Spencer Elden, de 30 anos, famoso como o “bebê do Nirvana”, está movendo uma ação judicial contra a banda. Spencer acusa os integrantes do Nirvana de pornografia infantil e exploração sexual.

Publicidade

De acordo com informações divulgadas pelo The Guardian, Elden afirma que as fotos dele que foram usadas na capa do álbum Nevermind foram utilizadas sem o consentimento dele, que na época tinha apenas 4 meses, e de seus pais.

O processo, que foi aberto na Califórnia, conta a história de várias partes e possui 15 réus, entre eles, o fotógrafo Kirk Weddle. Além do fotógrafo, a viúva de Kurt Cobain, Dave Grohi, os outros integrantes do Nirvana e a gravadora responsável pelo lançamento e pela distribuição do álbum por mais de 30 anos, também são citados como réus na ação.

Publicidade

Segundo os advogados de Elden, desde quando o jovem era menor de idade até os dias atuais houve “exploração sexual infantil”. Além disso, eles ainda assemelham a foto de Elden a de “um trabalhador do sexo” agarrando uma nota de dólar sem usar roupas.

Publicidade

Agora, o jovem diz que nunca foi pago por ter estampado a capa do CD da banda. Em entrevistas anteriores, ele falou que os pais ganharam apenas US$ 200 – cerca de R$ 1.315- pelo ensaio fotográfico, mas ressalta que nunca foi assinado uma autorização de direito de imagem.

Publicidade

Diante disso, na ação, Elden pede nada mais nada menos que US$ 150 mil, equivalente a cerca de R$ 787 mil. Spencer Elden ainda diz ter sofrido diversos danos por toda a sua vida por ter estampado a famosa capa do Nirvana.

Publicidade
Publicidade
Publicidade