in

Justiça invalida processo de Nego do Borel contra Duda reis após cantor perder prazo

A briga judicial entre o ex-casal começou em janeiro deste ano após a atriz acusá-lo de agressões e ameaças.

Reprodução/Metrópoles + Instagram de Duda Reis

A briga judicial envolvendo o cantor Nego do Borel e a atriz Duda Reis ainda está longe de acabar e um novo capítulo da polêmica tem movimentado as redes sociais nesta semana. A ação movida pelo cantor acusando Duda de injúria, difamação e calúnia foi invalidada pela Justiça, após Nego do Borel perder o prazo de entrada da queixa-crime.

Publicidade

Segundo sentença assinada pela juíza Gisele Guida de Faria, responsável pela denúncia, a cantor tinha o prazo de até seis meses, desde o conhecimento do crime cometido pela ex-noiva, para dar entrada na queixa-crime em âmbito judicial.

No entanto, segundo o documento da Justiça a data final para entrada seria no dia 12 julho, mas Nego do Borel só tomou as ações necessários no dia 13 de julho, um dia após o fim do prazo estipulado. Sendo assim, a juíza decidiu pela anulação da denúncia e invalidou o processo.

Publicidade

Entenda a briga entre o ex-casal

Nego do Borel e Duda Reis começaram a namorar em fevereiro de 2019 e continuaram o relacionamento mesma após todas as críticas que o cantor sofria nas redes sociais. No entanto, chegaram a terminar a relação pela primeira vez em dezembro do mesmo ano.

Publicidade

O ex-casal decidiu reatar o namoro em abril de 2020, mas não tinham mais o apoio dos pais da atriz. A família de Duda chegou a criar grandes polêmicas com algumas falas do cantor nas redes sociais, com acusações de agressão contra a jovem.

Publicidade

Os rumores de agressões físicas e verbais voltaram a ser pautadas nas redes sociais após o término do noivado entre os dois em dezembro de 2020. Em janeiro de 2021, Duda tornou pública a denúncia feita contra o cantor ao aparecer nas redes sociais e acusá-lo de ameaças com vídeos íntimos, além de dizer que ele mantinha dinheiro ilícito e um fuzil em casa.

No entanto, as perícias realizadas pela justiça, nos aparelhos eletrônicos e sobre a origem do dinheiro apreendido no apartamento do cantor, não identificaram nenhuma prova que comprovasse as acusações feitas pela atriz.

Publicidade
Publicidade
Publicidade