in

Polícia Federal faz busca e apreensão em endereço ligado a Sérgio Reis após áudio vazado

O artista agora está sendo investigado pelo suposto crime de incitação à violência.

UOL

No último final de semana, um áudio vazado do cantor sertanejo Sérgio Reis, um dos artistas mais conhecidos do país, se tornou um dos assuntos mais comentados no Brasil. Na gravação, o artista, de 81 anos de idade, fez ameaças ao Supremo Tribunal Federal (STF), gerando uma onda de polêmica sobre o assunto.

Publicidade

Na gravação,  Sérgio afirma que, além dele, caminhoneiros e produtores de soja, fariam um ato em Brasília. O objetivo da suposta manifestação seria a aprovação do voto impresso (tema já rejeitado pelo legislativo após votação).

Agora, Sérgio está sendo alvo da Polícia Federal. Nesta semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes autorizou um mandado de busca e apreensão em um endereço ligado ao cantor sertanejo.

Publicidade

O objetivo do mandado, que também alcançou o deputado federal Otoni de Paula, seria a apuração de um possível crime de incitar a população através de redes sociais a realizar a prática e atos de violência com a Democracia, Estado de Direito e suas instituições. O documento foi pedido pela PGR (Procuradoria Geral da República).

Publicidade

Os endereços procurados pela equipe da Polícia Federal em nome do deputado Otoni de Paula foram nos estados do Ceará, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Santa Catarina. Sérgio Reis possui residência em Mairiporã.

Publicidade

Sérgio Reis se Justifica

O cantor sertanejo se manifestou após o áudio vazado viralizar. Ela afirma que não tinha o interesse de incitar a violência e que o intuito era apenas que os pedidos de afastamento de ministros do STF fossem apenas estudados pelo senado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Aurilane Alves

Escrevo sobre os assuntos mais bombados do momento, famosos, curiosidades, notícias em geral.