in

Apesar do sucesso de Gênesis, RecordTV não renova com Camilo Pellegrini, um dos autores

Camilo Pellegrini escreveu a quinta fase da história bíblica, que alcançou os maiores índices de audiência.

RecordTV

Apesar dos altos índices de audiência que Gênesis vem alcançando e, por muitas vezes, conquistando para a RecordTV o segundo lugar, a emissora resolveu não renovar o contrato de Camilo Pellegrini, um dos autores dessa história bíblica.

Publicidade

Camilo foi quem escreveu a Jornada de Abrahão, a quinta fase da trama e, comprovadamente, a que foi, até agora, a mais assistida de todas – e bastante elogiada pela direção da casa. Por esse motivo, a sua demissão teria causado uma enorme surpresa nos bastidores da emissora.

Sobre o fato, o novelista declarou, em suas redes sociais, que está deixando a RecordTV no próximo mês e já está “na pista“. Ele garante que foi muito feliz na emissora, pois adquiriu bastante experiência e conquistou algumas vitórias. Camilo também afirma que está animado para escrever histórias com temas completamente diferentes.

Publicidade

Outra que não teve o contrato renovado foi Paula Richard, que durante a sua permanência na RecordTV escreveu O Rico e Lázaro e Jesus. Ela já estava escalada para desenvolver uma história sobre o Rei Salomão, para ir ao ar em 2022, mas foi demitida antes de dar início ao novo trabalho.

Publicidade

A RecordTV pretende continuar com a produção de histórias bíblicas, mas escritas por novelistas novatos e que tenham maior identificação com a Igreja Universal do Reino de Deus. Isso explicaria

Publicidade

Entre os novos novelistas da emissora,  vem chamando bastante atenção a ascensão de Raphaela Castro, membro da Igreja Universal e fiel colaboradora de Cristiane Cardoso (filha do Bispo Edir Macedo). Raphaela foi escalada para substituir Paula Richard no projeto Reis.

Cristiane, atualmente, ocupa o cargo de diretora de dramaturgia da emissora do pai. Desde 2015, ela vem supervisionando os textos das novelas com o objetivo de concordar com o que é proferido pela instituição religiosa. Alguns novelistas da emissora, que preferem não se identificar e que não são  ligados de forma alguma com a Universal, já reclamaram de “intervenção” e “censura”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade