in

Latino não esconde que, no início da carreira, foi viciado em corrida de cavalos

O cantor chegou a perder 30 milhões de reais em altas apostas e faltava aos shows só para jogar.

Isto É

Latino não esconde que durante os anos 90, no auge da sua carreira, época em que ganhava muito dinheiro, foi viciado em corrida de cavalos e por isso acabou endividado e perdendo bens.

Publicidade

O cantor, de 48 anos, também não intimida em revelar que fazia altas apostas e, por baixo, chegou a perder 30 milhões de reais, o que o fez perder tudo, pois ficou devendo a muita gente e teve que recorrer a agiotas, que chegaram até a ameaçá-lo de morte caso não saldasse as dívidas, que se acumulavam a cada dia.

Por esse motivo, Latino começou a passar mal e foi acometido de depressão e síndrome do pânico. Sua compulsão pelas corridas de cavalos era tanta, que chegou a faltar em show só para fazer apostas milionárias.

Publicidade

Ele também conta que nos primeiros 5 anos de sua carreira, no período de 1992 a 1996, ganhou muito dinheiro, cifras que ultrapassavam milhões, mas como não tinha estrutura suficiente, além do vício, se envolveu com muitas mulheres, os filhos foram chegando e acabou jogando a própria carreira no lixo.

Publicidade

Nessa mesma época, acabou conhecendo a cantora Kelly Kye, que estourou na carreira e ele permanecia quebrado. A relação não deu certo e a sua auto estima ficou, ainda, mais em baixa. Os dois tiveram uma filha, Suzana, atualmente, com 20 anos.

Publicidade

Após alguns anos sem produzir absolutamente nada, Latino conseguiu se livrar do vício, lançou um disco com seus maiores sucessos, pouco a pouco foi se reerguendo e apesar de enfrentar uma série de dificuldades, conseguiu retomar a sua carreira.

Com o lançamento de Festa no Apê, que é tocada até os dias atuais, Latino reconquistou o seu espaço. Segundo ele, “O difícil não é fazer sucesso, mas voltar ao topo novamente“.

Publicidade
Publicidade
Publicidade