in

Pocah fica aos prantos ao relatar relacionamento abusivo e agressões: ‘Achei que ia morrer’

Pocah chora no Papo de Segunda; funkeira relembrou relacionamento abusivo na adolescência.

GNT

Durante sua participação no Papo de Segunda, no GNT, Pocah falou sobre o relacionamento abusivo que viveu na adolescência. A cantora foi as lágrimas quando falou sobre as agressões físicas que sofreu no passado. “Achei que eu ia morrer”, relatou ela.

Publicidade

O namoro dos dois se iniciou quando ela tinha 16 anos. A cantora disse que viveu muitos anos com essa pessoa e começou a namorar ele muito nova. Segundo ela, o relacionamento era completamente conturbado, além de infernal para ela e para as pessoas que faziam parte do seu convívio.

Ela lembrou que sua família e amigos sofreram com os impactos dos abusos, mesmo com todos alertando ela sobre o que estava acontecendo, era muito difícil se livrar da situação. Embora via o quanto a relação era tóxica, não conseguia sair daquilo.

Publicidade

Emocionada, Pocah contou que “havia agressões físicas, verbais e psicológicas, além de manipulação”. Como ela tinha uma ligação muito grande com Deus, essa pessoa chegava a usar sua fé contra ela, questionando sua crença em alguns momentos.

Publicidade

Sobre o fato de não ter conseguido sair da relação facilmente, ela desabafou que perdoou a pessoa várias vezes. Porque tinha medo das ameaças que sofria, tinha medo de morrer diversas vezes, durante as brigas. A sensação que ela tinha é que já estava morrendo aos poucos.

Publicidade

Há algumas semanas, Pocah demonstrou seu apoio a Pamella Holanda, ex-esposa de DJ Ivis, agredida pelo músico. Ao término do bate-papo, a funkeira declarou que sua luta é por todas as mulheres que sofrem algum tipo de violência, se calam e são abusadas todos os dias.

Publicidade
Publicidade
Publicidade