in

Com diabetes grave, Datena confessa que só não morreu porque tem dinheiro

O apresentador abriu o coração e revelou sua luta contra a doença e gastos com o tratamento.

Uol

Na última segunda-feira, o veterano do jornalismo Datena fez uma impactante confissão, ao vivo, em seu programa na rede Bandeirantes. Aos 64 anos, o jornalista e apresentador do ‘Brasil Urgente’, contou a todos que sofre de uma doença muito grave, o diabetes

Publicidade

Datena confessa que possui diabetes 

Diabetes é uma doença grave, que acomete cerca de 390 milhões de pessoas em todo o mundo. Só no Brasil, existem cerca de 13 milhões de pessoas com a doença e 40 milhões de brasileiros possuem a chamada pré-diabetes, que nada mais é que o indício de que a enfermidade pode se desenvolver se não houver o cuidado preventivo necessário.

Datena disse que para continuar vivo precisa aplicar diariamente uma dose de insulina em seu corpo. Segundo ele, apenas com insulina ele chega a gastar mais de R$2.000 por mês. De acordo com o apresentador, ele só continua vivo porque tem dinheiro, pois as medicações são sensíveis e precisam de cuidados especiais. São guardadas em uma geladeira específica e perdem a validade com muita facilidade.

Publicidade

Sem insulina isso pode ser fatal

Ainda segundo o apresentador, o governo parou de distribuir a insulina para algumas pessoas. Ele contou que as seringas distribuídas pelo governo possuem agulhas gigantescas. O jornalista disse que as agulhas que ele compra são pequenas e assim, menos desconfortáveis na aplicação.

Publicidade

A insulina é um medicamento sintético que substitui a deficiência de insulina produzida no pâncreas. Conforme os médicos, os pacientes que possuem diabetes do tipo 1 precisam injetar esse medicamento para não entrar em coma diabético, que pode ser fatal.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Tatiane Braz

Estudante, escritora e apaixonada pela verdade, tenho como meta levar a notícia de forma clara e real. Amo ler e percebo a cada dia que um mundo melhor se faz quando o conhecimento que adquirimos é colocado em prática.