in

Prefeitura de São Paulo entra com processo contra Ana Maria Braga

A apresentadora é cobrada de uma dívida de 20 mil reais de IPTU de um imóvel que já vendeu.

Globo.com

Ana Maria Braga, que retornou, ontem, ao comando do Mais Você após se recuperar da Covid-19 está sendo processada pela Prefeitura de São Paulo.

Publicidade

Essa execução fiscal se refere a uma dívida de 20 mil reais de IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano). Porém, esse imóvel que se encontra com as taxas atrasadas não é mais de propriedade da apresentadora desde 2017, o que comprova que não é ela que deixou de arcar com esses pagamentos e por isso, não é a responsável pela referida dívida.

A assessoria de imprensa da apresentadora faz questão de esclarecer que esse imóvel, localizado no Jardim Europa, zona sul de São Paulo, foi vendido por Ana Maria há aproximadamente quatro anos e o seu nome só consta nesse processo, porque o atual proprietário não fez a transferência para o seu nome e não obteve a escritura definitiva da propriedade.

Publicidade

Na semana passada, a Vara das Execuções Fiscais Municipais de São Paulo incluiu o nome da apresentadora neste processo no valor de R $20.350,00, que determina que ela teria que ser comunicada do débito e dentro de 5 dias deveria quitar essa pendência. Além disso, o valor seria corrigido com juros e multas. A apresentadora também arcaria com as despesas processuais e honorários advocatícios. No caso de não pagamento, haverá o processo de penhora.

Publicidade

Ana Maria nunca residiu neste imóvel, localizado numa área nobre da capital paulistana e nas imediações do Clube Hebraica e o Jóquei Clube.

Publicidade

Como não é mais dona do imóvel e possui o contrato de venda, a apresentadora não terá que quitar essa dívida.

Publicidade
Publicidade
Publicidade