in

Amedrontada por depressão pós-parto, Virgínia Fonseca toma atitude polêmica depois do nascimento da filha

Em seu canal do YouTube, a nora do cantor Leonardo compartilhou sua experiência para prevenir problemas do puerpério.

Reprodução: Uol / Instagram Virgínia / Catraca Livre - Fotomontagem por Vieira Filho

Na manhã do último domingo do mês de maio (30), nasceu, em um hospital particular de Goiânia, a primeira filha do casal Zé Felipe e Virgínia Fonseca: Maria Alice. Neta do cantor Leonardo, pai de Zé, a pequena teve sua chegada ao mundo confirmada pela sua própria mãe, que utilizou sua rede social do Instagram para informar aos fãs sobre o acontecido.

Publicidade

Na publicação, Virgínia, de 22 anos, compartilhou um clique no hospital com a legenda “Ela nasceu“. Momentos antes, o canal da influencer no YouTube já havia sido preenchido com um vídeo dos bastidores do nascimento da pequena, em que apareciam lembrancinhas que as visitas de Mali receberiam e um depoimento de Zé Felipe sobre a sensação de ser pai pela primeira vez. Além disso, a vovó Poliana, esposa de Leonardo, também comentou sobre o nascimento da neném.

Em novembro do ano passado, o casal resolveu criar um perfil na rede social do Instagram para a pequena. Antes mesmo de Mali nascer, já contava com mais de 2 milhões de seguidores.

Publicidade

Publicidade

Na última quinta-feira, após mais de um mês do nascimento de Maria Alice, Virgínia Fonseca publicou um vídeo em seu canal do YouTube revelando uma atitude que resolveu tomar após a chegada de sua primogênita.

Publicidade

Virgínia vai tomar a placenta da filha em cápsulas

A influencer contou que decidiu transformar a placenta de Maria Alice em cápsulas a serem tomadas pela mamãe de primeira viagem. De acordo com Virgínia, a atitude foi motivada por conselhos oferecidos por sua equipe médica.

No vídeo, a influencer aproveitou para desabafar sobre o medo que sente do puerpério e de uma possível depressão pós-parto, revelando que, de acordo com os médicos que a acompanham, a placenta ajudaria a prevenir esse problema. Além disso, Virgínia afirmou que a atitude ajuda no sistema imune e na diminuição da fadiga.

Polêmicas envolvendo o assunto

Na internet e na comunidade científica, a atitude de ingerir a placenta dos filhos causa bastante polêmica. De acordo com muitos médicos, o ato não causaria nenhum benefício. Vale lembrar que, no último mês de maio, o casal Rodrigo Hilbert e Fernanda Lima se envolveram no mesmo debate ao revelarem que, em 2019, comeram a placenta da filha.

Com a revelação, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou, à CNN, que a atitude não causaria benefícios: “Não há indícios de que faça bem. No reino animal, não é incomum a cadela comer a da ninhada de cachorros, e outros animais também”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade