in

Isolado, abandonado pelos amigos e início de depressão: os últimos dias de Sikêra Jr. não têm sido nada fáceis

Apresentador do Alerta Nacional vem enfrentando terrível rejeição após fala infeliz em rede nacional.

Reprodução: YouTube

A vida de Sikêra Jr. levou uma completa reviravolta após a infeliz declaração de que os homossexuais são uma “raça desgraçada“. A fala, que ocorreu durante o programa Alerta Nacional, exibido pela RedeTV! no último dia 25 de junho, gerou uma onda de revolta nas redes sociais, causando prejuízos à emissora e ao apresentador.

Publicidade

Diversos anunciantes retiraram suas verbas publicitárias do programa de Sikêra, além de também pausarem os anúncios programáticos em seu canal no YouTube. A estimativa é que o prejuízo chegue a R$ 2 milhões até o momento. Até o seu perfil no Instagram com mais de 6 milhões de seguidores chegou a ser retirado do ar após inúmeras denúncias. O perfil está no ar novamente, mas com quase todo o seu conteúdo apagado.

Um totem de papelão com a imagem de Sikêra, que tinha sido colocado em destaque no corredor da fama da RedeTV!, desapareceu. Ninguém sabe aonde foi parar e muito menos quem mandou retirar.

Publicidade

Os amigos mais próximos, aparentemente, “largaram a mão” do apresentador, inclusive o presidente da República Jair Bolsonaro, que até o momento não manifestou qualquer apoio a Sikêra, que tanto o defende. Nem mesmo os colegas de emissora quiseram tomar partido para tentar defender o apresentador.

Publicidade

Segundo o jornalista Guilherme Beraldo, do “Aqui Tem Fofoca”, amigos próximos do apresentador acreditam que Sikêra está desenvolvendo um início de depressão e se sentindo isolado após a repercussão negativa.

Publicidade

Sikêra bem que tentou reverter a situação com um pedido de desculpas, mas não adiantou. A RedeTV!, após cinco dias e com a grande debandada de anunciantes, também tentou limpar a barra de seu contratado, mas também não surtiu efeito.

Sikêra teria até procurado três grandes agências de gestão de crise para tratar o caso, mas recebeu a “porta na cara”. Uma delas teria até topado assumir o caso por R$ 100 mil, mas desistiu e também disse não ao apresentador.

RedeTV! tem carta na manga para ‘se livrar’ de Sikêra

Com contrato até 2027, salário de R$ 500 mil e cláusulas muito bem amarradas, a RedeTV! encontrará dificuldades para se ver livre do apresentador, caso seja essa intenção.

O contrato tem multa de R$ 38 milhões em caso de interrupção, porém, segundo o site RD1, há uma cláusula que “não caberá qualquer ônus à RedeTV! se a transmissão do programa não puder ser efetuada por: determinação ou questionamento causado por conflito entre o conteúdo do programa e as normas vigentes, determinações dos órgãos legais competentes ou disposições firmadas com terceiros, ainda que posteriormente a este contrato”.

Ou seja, caso a Justiça determine que o programa deverá sair do ar, a emissora poderá romper com Sikêra, sem qualquer pagamento de multa.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Anna Müller

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.