in

Globo, podendo ter dívida de R$ 600 milhões, pode sofrer nova derrota nos próximos dias

Emissora pode sofrer derrota com aprovação da Lei do Mandante, marcada para terça-feira (13).

Reprodução: SporTV

A Globo está sendo processada pela Conmebol em 120 milhões de dólares (R$ 628 milhões na cotação atual) por ter rompido o contrato de transmissão da Copa Libertadores da América no ano passado. O processo corre em tribunal da Suíça.

Publicidade

No Brasil, a maior emissora do país pode ter uma outra derrota nos próximos dias. Nesta terça-feira (13), deverá ser votada em Brasília a chamada Lei do Mandante, defendida pelo deputado Alex Manente (Cidadania-SP) e de relatoria de Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também apoia a Lei do Mandante.

Esta lei dará ao time mandante da partida os direitos da transmissão e de negociação com empresas interessadas em transmitir o jogo. Um dos pontos apontados como positivos na lei é que evitará o chamado “apagão” de partidas. No ano passado, por exemplo, jogos do Athletico não foram transmitidos por que o clube não tinha acordo com a Globo.

Publicidade

Atualmente, apenas partidas em que uma emissora de TV tem contrato com os dois clubes podem ser transmitida. A Globo defende uma emenda no projeto de lei. Chamada de “emenda Globo”, que prevê que os contratos firmados com a lei atual devem ser respeitados. É uma forma da emissora de resguardar de prejuízos financeiros.

Publicidade

Publicidade

SBT apoia clube e fica contra a Globo

Antes da final da Copa América, entre Brasil e Argentina, o narrador Téo José leu comunicado com posicionamento do SBT sobre o tema (vídeo acima). A emissora é favorável à Lei do Mandante e contra a “emenda Globo”. O canal de Silvio Santos é parte interessada no processo. O narrador Téo José chegou a pedir aos telespectadores que pressionem seus deputados.

Se a lei passar como quer SBT e a maioria dos clubes brasileiros, a Globo pode perder bastante com isso. No ano passado, a MP da Lei do Mandante foi publicada pelo presidente Bolsonaro e fez a Globo rescindir contrato de transmissão do Campeonato Carioca. O resultado foi ruim para a emissora: processo da Ferj, transmissão da final do estadual no SBT e compra dos direitos do Carioca 2021 e 2022 pela Record TV.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!