in

Globo, podendo ter dívida de R$ 600 milhões, pode sofrer nova derrota nos próximos dias

Emissora pode sofrer derrota com aprovação da Lei do Mandante, marcada para terça-feira (13).

Reprodução: SporTV

A Globo está sendo processada pela Conmebol em 120 milhões de dólares (R$ 628 milhões na cotação atual) por ter rompido o contrato de transmissão da Copa Libertadores da América no ano passado. O processo corre em tribunal da Suíça.

Publicidade

No Brasil, a maior emissora do país pode ter uma outra derrota nos próximos dias. Nesta terça-feira (13), deverá ser votada em Brasília a chamada Lei do Mandante, defendida pelo deputado Alex Manente (Cidadania-SP) e de relatoria de Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também apoia a Lei do Mandante.

Esta lei dará ao time mandante da partida os direitos da transmissão e de negociação com empresas interessadas em transmitir o jogo. Um dos pontos apontados como positivos na lei é que evitará o chamado “apagão” de partidas. No ano passado, por exemplo, jogos do Athletico não foram transmitidos por que o clube não tinha acordo com a Globo.

Publicidade

Atualmente, apenas partidas em que uma emissora de TV tem contrato com os dois clubes podem ser transmitida. A Globo defende uma emenda no projeto de lei. Chamada de “emenda Globo”, que prevê que os contratos firmados com a lei atual devem ser respeitados. É uma forma da emissora de resguardar de prejuízos financeiros.

Publicidade

Publicidade

SBT apoia clube e fica contra a Globo

Antes da final da Copa América, entre Brasil e Argentina, o narrador Téo José leu comunicado com posicionamento do SBT sobre o tema (vídeo acima). A emissora é favorável à Lei do Mandante e contra a “emenda Globo”. O canal de Silvio Santos é parte interessada no processo. O narrador Téo José chegou a pedir aos telespectadores que pressionem seus deputados.

Se a lei passar como quer SBT e a maioria dos clubes brasileiros, a Globo pode perder bastante com isso. No ano passado, a MP da Lei do Mandante foi publicada pelo presidente Bolsonaro e fez a Globo rescindir contrato de transmissão do Campeonato Carioca. O resultado foi ruim para a emissora: processo da Ferj, transmissão da final do estadual no SBT e compra dos direitos do Carioca 2021 e 2022 pela Record TV.

Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!