in

Bruno Gagliasso é criticado por irmão: ‘Não é um cara tão engajado assim’

Após três anos sem conversa, irmão de Bruno Gagliasso faz crítica ao ator.

Reprodução/ISTOÉ Independente

Mais uma vez Thiago e Bruno Gagliasso estão em uma polêmica. Thiago, que deseja se candidatar a Deputado Estadual, atacou mais uma vez seu irmão e disse que ele não é uma pessoa tão engajada como pensa. “Acho que ele acabou se rendendo ao politicamente correto, mas eu acho que ele não sabe nada a fundo de política, não. Se ele souber o nome de oito políticos é muito. Ele nem tem tempo para isso, coitado. É um puta ator, tem que estudar muito, não o vejo como um cara tão engajado assim, não”, opiniou o futuro político à Leo Dias.

Publicidade

Briga entre Thiago e Bruno Gagliasso

Por causa de uma divergência política, Thiago se desentendeu com o irmão Bruno Gagliasso há três anos. O futuro político se desentendeu com a cunhada ao rebater uma crítica feita por ela no Altas Horas sobre o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Desde então, os dois não se relacionaram mais e, inclusive, Thiago disse que não tinha mais um irmão. Até o momento, os dois ainda não reataram o relacionamento publicamente.

Publicidade

Thiago critica Bruno Gagliasso

Publicidade

Thiago Gagliasso realizou uma entrevista para o programa da FM O Dia, Resenha Proibidona. A atração, que é apresentada pelo colunista Leo Dias e por Dedé Galvão, foi ao ar nesta quinta-feira (08).

Publicidade

Thiago disse, durante sua entrevista, que tem o objetivo de se candidatar para o cargo de Deputado Estadual do estado do Rio de Janeiro para as próximas eleições de 2022. O irmão do ator, que está atualmente morando com sua família em Portugal, está com a relação conturbada com Bruno Gagliasso já faz aproximadamente 3 anos.

O motivo do desentendimento entre os irmãos iniciou por causa de contradições políticas. Thiago ainda disse, em tom de brincadeira, que não terá o voto de Bruno e de sua esposa Giovanna Ewbank: “Eu já parto de menos alguns votos, mas faz parte. Minha mãe vota em mim, o meu pai também, mas da parte lá do meu irmão e da minha cunhada… Acho que até vão boicotar as urnas”.

Publicidade
Publicidade
Publicidade