in

Val Marchiori resolveu detonar os camarins do SBT que define como uma ‘pobreza’

Ela garante que reclamou pessoalmente com Silvio Santos sobre a necessidade de mudanças nesses espaços.

Caras

Val Marchiori não se intimidou e não economizou palavras para detonar a estrutura do SBT no que refere às dependências da emissora que são reservadas para os convidados e participantes dos seus programas durante o período de gravações.

Publicidade

Ela afirma que os camarins são “uma pobreza” com cadeiras e móveis velhos, que necessitam urgentemente de reparos. A socialite garante que fez questão de falar pessoalmente com Silvio Santos quando sugeriu que esses espaços passassem por grandes mudanças.

A Band também não foi poupada e os seus camarins não deixaram de ser classificados como “uma pobreza”. A única emissora que ela fez elogios foi a Rede TV, que segundo ela, possui camarins “muito chiques” só faltando champagne de alta qualidade, que os produtores sempre dão um jeito de conseguir e servi-la.

Publicidade

Durante quase quatro anos, no período de 2014 a 2017, Val Marchiori era presença constante no SBT, pois tinha participação fixa no Programa Raul Gil como uma das entrevistadoras do quadro Elas Querem Saber.

Publicidade

Dois anos após deixar o SBT, ela processou a emissora por causa da participação de seu ex-marido numa das edições do Fofocalizando. E para dar a sua versão sobre os fatos, aceitou o convite de uma das atrações da Rede TV.

Publicidade

No momento, Val está empenhada na produção de uma nova temporada do Mulheres Ricas, que após oito anos tem grandes chances de retornar à programação da Band.

Serão exibidos 12 episódios que contarão com a participação permanente de 6 mulheres ricas. Por enquanto, o único nome confirmado é o dela.

Publicidade
Publicidade
Publicidade