in

Lívia Andrade diz que foi alvo de ataque de ‘máfia digital’: prints são divulgados

Segundo a apresentadora, o grupo teria atacado sua imagem no Instagram.

Reprodução/Metrópoles

Segundo a apresentadora Lívia Andrade, ela teria sido vítima de um ataque realizado por um grupo de páginas de fofocas do Instagram. Prints de conversas foram divulgados pela famosa. O apresentador e colunista Leo Dias também denunciou o grupo em uma reportagem deste domingo (04), onde revela que famosos pagariam para apenas eles serem elogiados.

Publicidade

Grupo de perfis acusados 

Leo Dias denunciou um grupo com pelo menos 14 perfis no Instagram que são pagos para falarem sobre determinados temas. O grupo é chamado Banca Digital e gerencia a maioria desses perfis. Entre eles estão: o Fofoquei, Nazaré Amarga, Rainha Matos e Gossip do Dia.

O grupo tem amplo domínio da rede social e pode chegar a cobrar 200 mil pelas publicações. Segundo o repórter, eles conseguem até mesmo derrubar perfis na plataforma. Dessa forma, quem se interessar pelo serviço, pode pagar dinheiro para ser divulgado informações boas ou más de determinada pessoa, assim como teria ocorrido com Lívia Andrade.

Publicidade

Denúncia de Lívia Andrade sobre o grupo

A modelo Lívia Andrade disse que foi vítima do grupo de páginas no Instagram e revelou prints da conversa com uma das páginas da máfia digital. Segundo ela, em dezembro de 2020, foi injustamente acusada de estar envolvida com a separação de Marcos Audiomix e Pétala Barreiros.

Publicidade

Na época, a apresentadora foi acusada de usar um tênis de Pétala e notícias divulgaram que ela era amante do empresário. Lívia conversou com um dos perfis do grupo, Gossip do Dia, e tentou mostrar seu ponto de vista sobre a polêmica, porém, seu direito de defesa nunca foi repassado pelos perfis.

Publicidade

Publicidade
Publicidade