in

Viúvo de Paulo Gustavo afirma que relação com o ator era julgada como heteronormativa

Thales Bretas falou sobre a relação com Paulo Gustavo, durante o Encontro desta segunda-feira (5).

TV Globo

Thales Bretas, que ficou viúvo do humorista Paulo Gustavo, confessou no ‘Encontro com Fátima Bernardes’, na manhã de hoje(5), que sua relação com o ator era tachada de heteronormativa, que é quando os casais que são formados por pessoas de sexo oposto, são vistos como ‘normais’ ou ‘corretos’. Segundo o dermatologista, os dois eram criticados pelo fato de não postarem fotos contendo demonstrações de afeto.

Publicidade

Ele afirmou que as pessoas tinham o costume de julgar, porque eles não ficavam dando beijos na boca. Thales explicou o motivo pelo qual não costumava expressar seus sentimentos com o comediante de maneira tão aberta.

De acordo com Bretas, o amor deles inspirou muita gente, e a forma como eles conduziram o romance era mais delicada. Isso não era intencional, mas acabou abrindo muitas portas.

Publicidade

O viúvo contou que ficou muito feliz com o impacto do relacionamento deles na luta pelo casamento gay, pois costuma ver muitas pessoas dizendo que eles serviram de exemplo como casal, e que os héteros afirmam que aprenderam muito com a relação deles. Os médicos sempre falaram no hospital o quanto aprenderam com eles.

Publicidade

Thales também comentou sobre a gravidade do Coronavírus que causou sérias complicações a Paulo Gustavo e acabou levando-o à morte. Ele disse que ambos costumavam se cuidar de todas as formas possíveis, incluindo testes semanais. Às vezes, eles se encontravam apenas com alguns casais de amigos em casa, para um jantar, mas testavam antes e seguiam todos os protocolos de segurança.

Publicidade

O médico aproveitou a oportunidade para alertar as pessoas de como a doença é imprevisível, pois Paulo era jovem, saudável, e teve esse triste desfecho.

Publicidade