in

Ludmilla cobra ação do Ministério Público após desabafo de Sikêra: ‘Inadmissível’

Ludmilla fez um post neste domingo (27) para criticar o discurso de Sikêra Jr. contra homossexuais.

Reprodução/Instagram E Rede TV!

A cantora Ludmilla fez crítica ao discurso feito por Sikêra Jr. durante o Alerta Nacional que foi ao ar no último dia 25, onde mostra o apresentador se referindo aos homossexuais como ‘raça desgraçada’ e ‘nojentos’. Hoje (27), a funkeira postou um vídeo do momento e pediu para que o Ministério Público Federal tomasse providências sobre o caso. “Um discurso desse ser falado em TV aberta é inadmissível! O Brasil é o país que mais mata LGBTQIA+ no mundo”, escreveu na legenda.

Publicidade

Na postagem, Ludmilla afirmou que é por causa desse discurso de ódio que várias pessoas são agredidas e assassinadas no Brasil, como aconteceu com Roberta Silva, uma mulher trans de 32 anos que foi queimada viva em Recife e teve quase metade do corpo atingido. No final, ela questionou o que está acontecendo com a sociedade.

A cantora disse que se todas as pessoas fossem educadas e seguissem o que Jesus ensinou sobre amar uns aos outros, assim como ele amou, o mundo não teria tanto ódio e preconceito como tem hoje em dia.

Publicidade

No programa, o jornalista também criticou o comercial do Burger King, no qual mostra crianças de diferentes idades sendo entrevistadas e explicando que é normal ver homens e mulheres do mesmo sexo juntos. As mesmas tem pais que são gays.

Publicidade

Vale ressaltar que a propaganda sofreu rejeição do público conservador e se tornou alvo de redes que apoiam o presidente Jair Bolsonaro. Sikêra foi um dos que criticaram a campanha.

Publicidade

O apresentador continuou dizendo que os gays são nojentos, e que os conservadores estão calados tendo que engolir essa ‘raça desgraçada’, porém, irá chegar um momento em que eles irão fazer um barulho muito maior. Pediu ainda para que deixem as crianças crescerem e brincar, se descobrirem por eles mesmos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade