in

Rafael Ilha e a mulher são condenados por tráfico internacional de armas e munição

Casal foi flagrado na fronteira entre o Brasil e Paraguai com uma espingarda e cartuchos de munição.

RecordTV

Rafael Ilha está envolvido em uma polêmica. O ex-polegar e sua mulher, Aline Kezh Felgueira, foram condenados por tráfico internacional de armas e munição. A sentença foi decretada pela Oitava Turma do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4) de Porto Alegre, no Rio Grande so Sul.

Publicidade

Rafael deverá cumprir uma pena de dois anos e meio de prisão, além do acréscimo de uma multa. Já Aline foi condenada a dois anos e dois meses de prisão e penalizada também com a multa imposta.

Em 2014, o casal foi preso, em flagrante, enquanto atravessava a Ponte da Amizade, fronteira do Brasil e Paraguai, na região de Foz do Iguaçu. Os dois portavam uma espingarda de calibre 12 e 50 cartuchos de munição, ambos proibidos.

Publicidade

Na ocasião, Rafael declarou que a arma, sem o devido registro, assim como a munição encontrada seriam utilizadas apenas para uso próprio. Rafael nega a condenação, alegando que o processo está em recurso, o que foi confirmado pelo seu advogado, José Beraldo, que revela que essa decisão favorece um habeas corpus até que a sentença seja analisada em terceira instância.

Publicidade

O ex-polegar já enfrentou problemas com a Justiça. Entre 98 e 2001, foi preso cinco vezes, por causa do seu envolvimento com drogas. Já em 2015, teve seu nome ligado a roubo de cargas e foi detido pela Delegacia de Investigação.

Publicidade

Certa vez, ao comparecer a uma delegacia para resolver um problema com seu carro, foi descoberto que havia um mandado de prisão em seu nome, referente a 2008, quando foi acusado de tentar internar à força uma usuária de drogas e sem uma ordem judicial.

Em 2018, Rafael foi vencedor da décima edição de A Fazenda e, segundo ele, usou o prêmio de um milhão e meio de reais para comprar um carro e saldar dívidas.

Publicidade
Publicidade
Publicidade