in

Novelista Glória Perez se emociona com homenagem à filha, a atriz Daniella Perez, que foi assassinada

O ex-ator Guilherme de Pádua, hoje pastor evangélico, confessou o crime e usou como arma uma tesoura.

UOL

Glória Perez não conteve a emoção com a homenagem que sua filha, Daniella Perez, brutalmente assassinada aos 22 anos no final de 1992, recebeu. Uma casa de acolhimento à mulher, localizada na cidade de Miguel Pereira, interior do Rio de Janeiro, foi batizada com o nome da saudosa jovem atriz.

Publicidade

A novelista, em suas redes sociais, fez questão de agradecer a lembrança do nome da filha e pela homenagem, torcendo para que venham outras. Glória Perez também postou uma foto, em que o nome de Daniella aparece estampado em uma das paredes do local que abrigará o projeto, que funcionará a partir desta sexta-feira.

Vários artistas, sensibilizados com essa grande homenagem, resolveram se manifestar, como a apresentadora e jornalista Leda Nagle.

Publicidade

Na época da sua morte, Daniella vivia Yasmin na novela De Corpo e Alma, que estava sendo escrita por sua mãe. A jovem fazia par romântico com Guilherme de Pádua, seu assassino confesso ao lado da mulher Paula Thomaz, que usaram uma tesoura para cometer o crime, que chocou e comoveu o país inteiro.

Publicidade

Os assassinos foram condenados a 19 anos e seis meses de prisão, mas, após um tempo, a pena foi reduzida a seis anos. Guilherme Pádua mudou-se para Belo Horizonte, onde se tornou pastor evangélico e está em outro casamento.

Publicidade

Após perder a filha, Glória Perez comandou uma campanha para tornar mais rigorosa a pena para crimes dessa natureza, dando início à Lei de Crimes Hediondos.

Embora jovem, Daniella Perez, que também era bailarina, já havia participado das novelas Kananga do Japão, Barriga de Aluguel e O Dono do Mundo. A atriz deixou viúvo o também ator Raul Gazolla.

Publicidade
Publicidade
Publicidade