in

Ronaldinho Gaúcho pode ser preso outra vez e detalhes são revelados

Ex-jogador ficou quase seis meses detido no Paraguai em 2020 e está fora do país no momento.

PARAÍBA/DIVULGAÇÃO

No início do ano passado, o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho acabou sendo preso durante uma viagem ao Paraguai, por conta da utilização de passaportes falsos no país vizinho, que sequer exige o documento para a entrada em seus domínios. Após 171 dias de detenção, o “bruxo” foi libertado, mediante ao pagamento de fiança. Depois de quase um ano da sua soltura, o craque corre riscos de ir para atrás das grades novamente.

Publicidade

Em viagem com o seu fiel escudeiro, o irmão Roberto de Assis, R10 está em Dubai, no entanto, ele pode ser preso quando pisar em solo brasileiro, isso porque a Justiça acatou o pedido de execução de penhora dos bens do ex-jogador a pedido de sua ex-noiva, Priscila Coelho, em função da falta de pagamento de pensão. 

“O juiz deferiu o valor da pensão em novembro e mesmo sendo intimado através de seu advogado, Ronaldo não depositou nenhum valor desde novembro. Promovemos a execução de todos estes meses sem pagamento, a princípio só requerendo bloqueio de valores em bancos e penhora de bens”, destacou o advogado da ex de Ronaldinho, Alberto Medrado.

Publicidade

Segundo ele, caso o ex-jogador continue com o mesmo tipo de comportamento, a defesa de Priscila agirá de forma mais incisiva, podendo inclusive pedir a prisão do craque. 

Publicidade

Outra polêmica

Além da pendência no pagamento da pensão, Priscila ainda deseja provar que teve união estável com Ronaldinho, para exigir partilha dos bens pelo tempo em que os dois ficaram juntos. 

Publicidade

Em temporada em Dubai, Ronaldinho tem ostentado e está levantando altas cifras para comparecer em locais turísticos. Em suas redes sociais, o “bruxo” tem divulgado alguns momentos de luxo no Oriente Médio, situação esta citada por Priscila para reforçar o seu pedido na Justiça.

Publicidade
Publicidade
Publicidade