in

Músico Fábio Junior morre de mal súbito, aos 24 anos: ‘É difícil acreditar’

Sanfoneiro estava no litoral do Piauí, para show, quando passou mal e morreu.

Música na Web

A morte é um momento difícil e pelo qual todos terão que passar um dia. Quando a morte é de alguém jovem, a situação parece ser ainda pior. Morreu na madrugada deste sábado (19), aos 24 anos, o cantor Fábio Júnior. O jovem estava no litoral do Piauí.

Publicidade

De acordo com o site Cidade Verde, o cantor de Teresina foi contratado para um show em Luís Correia, no Piauí. Na cidade litorânea, o jovem passou mal por volta das 3h, não resistiu e morreu. A principal suspeita é de que ele tenha sido acometido por um mal súbito. Mais detalhes não foram dados.

Fábio Junior era cantor, sanfoneiro e conquistava a todos com seu talento, alegria e sorriso, como é possível atestar pela foto abaixo. O músico tocava sanfona havia três anos e tinha no instrumento uma verdadeira paixão. Fábio Júnior tocava em um trio.

Publicidade

No Instagram, o cantor costumava postar fotos com instrumentos e vídeos tocando e cantando. Sua última publicação foi feita horas antes da morte. Ele estava feliz e cantava e brincava com amigos. Nas redes sociais, muita gente está lamentando a morte do cantor.

Publicidade

Publicidade

Renan Ramos, amigo de longa data, também é cantor e comentou sobre a morte de Fábio Júnior ao Cidade Verde. Segundo ele, Fabim, como chamava o amigo, era extrovertido demais. Para Renan, o músico era motivo de alegria para a família e amigos.

“Ele conseguia passar alegria através de cada canção. É difícil de acreditar, uma perda inestimável. O sorriso e a alegria era a marca dele”, afirmou. Não foram divulgadas informações de quando e onde serão velório e enterro de Fábio Júnior.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!