in

Com o filho internado com Covid, Datena critica governo Bolsonaro e pede: ‘Salvem o meu filho’

O apresentador usou o seu espaço na televisão para desabafar diante da conduta do governo Bolsonaro na pandemia.

Reprodução/Brasil Urgente

O apresentador José Luiz Datena decidiu fazer um desabafo sobre do governo Jair Bolsonaro, em relação à pandemia do coronavírus no Brasil. Enquanto apresentava o Brasil Urgente desta terça-feira, 8, Datena ficou com a voz embargada ao comentar sobre o filho, que segue internado com Covid, e o número de mortes causadas pela doença em São Paulo nas últimas 24h.

Publicidade

Datena afirmou que políticos “não passam de babacas” e “vigaristas”. Em seguida, o apresentador ainda disse que seu coração chega a doer ao pensar na quantidade de pessoas que não podem contar com a mesma assistência que o seu filho está tendo após ter contraído o vírus.

O apresentador ainda afirma que muitos dizem que “o SUS é muito bom”, contudo, ressalta que seria melhor ainda caso tivesse recebido investimentos do governo no passado. Datena relembra que, antes mesmo da pandemia começar, já era noticiado a falta de leitos e pessoas morrendo, porque não tinha profissionais de saúde e nem enfermeiros no SUS.

Publicidade

Vale ressaltar que, na última terça-feira, 8, o estado de São Paulo registrou 767 mortes causadas pela pandemia da Covid-19. Ao comentar sobre esse trágico dado, Datena aproveitou para lamentar a situação do seu filho, José Luiz Datena Júnior, que está internado no hospital Sírio-Libanês, devido às complicações causadas pelo coronavírus.

Publicidade

“Espero que Deus e os médicos salvem o meu filho”, disse Datena. Em seguida, o apresentador diz que em nome das 17 milhões de pessoas que esperam uma chance para sobreviver, ele define a maioria dos políticos brasileiros como “babacas”. “É isso que eu acho”, terminou.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade